Janio de Freitas diz que Brasil se aproxima de situação-limite

Em artigo na Folha de S.Paulo, o jornalista Janio de Freitas expõe a certeza de que "a maluquice perversa a que o Brasil está entregue não terminará bem". Segundo ele, voltaram com força a se tornar tema de conversas e mesmo da mídia palavras como impeachment e queda, entre outras

Janio de Freitas e Jair Bolsonaro
Janio de Freitas e Jair Bolsonaro (Foto: Reprodução | PR)
Siga o Brasil 247 no Google News Assine a Newsletter 247

247 - "Nos últimos dias houve outra mudança de tipificação e de grau nas tensões disseminadas por Jair Bolsonaro e sua tropa de choque. As palavras impeachment, queda, saída, providências das instituições, e mais variantes há mais de ano caídas em conformado silêncio, voltaram com força a tema de conversas e mesmo da imprensa", escreve Janio de Freitas. 

"Aproxima-se uma situação-limite. A inclusão de generais em torno de Bolsonaro tem a ver com a ditadura, claro, mas também com um motivo prático e imediato: formar uma guarda pretoriana, a partir da ideia de que nenhuma instituição ou movimento público confrontaria essa representação do Exército com a tentativa de um impeachment, que também a alcançaria".

"Esses generais, como o capitão que os comanda, são todos formados pela ditadura".

Leia a íntegra  

O conhecimento liberta. Saiba mais

A você que chegou até aqui, agradecemos muito por valorizar nosso conteúdo. Ao contrário da mídia corporativa, o Brasil 247 e a TV 247 se financiam por meio da sua própria comunidade de leitores e telespectadores. Você pode apoiar a TV 247 e o site Brasil 247 de diversas formas. Veja como em brasil247.com/apoio

Comentários

Os comentários aqui postados expressam a opinião dos seus autores, responsáveis por seu teor, e não do 247