Joice é bomba relógio e ameaça de impeachment para Bolsonaro, diz Tales Faria

Afirmação da deputada do PSL Joice Hasselmann (SP) de que os filhos de Bolsonaro têm uma rede de fake news com 1.500 perfis "é uma das mais perigosas acusações contra o presidente da República", afirma o jornalista

247 - A deputada federal Joice Hasselmann (PSL-SP), que tem disparado acusações contra os filhos de Jair Bolsonaro depois de ter sido retirada da liderança do governo na Câmara, fez nesta segunda-feira 21, pouco antes de sua entrevista ao Roda Viva, "uma das das mais perigosas acusações contra o presidente da República", na avaliação do jornalista Tales Faria, do UOL.

Joice denunciou em entrevista ao UOL que que Carlos, Eduardo e Flávio Bolsonaro são líderes de uma rede especializada em campanhas de difamação e notícias falsas usando aplicativos de mensagens e que possui 1.500 perfis falsos. É o que ela chama de milícia digital. "Não é só fake news, mas também campanhas de difamação".

Para Tales Faria, Joice Hasselmann "se transformou numa verdadeira bomba relógio contra o mandato do presidente Jair Bolsonaro". 

"As acusações fazem lembrar a briga do ex-presidente Fernando Collor de Mello com seu então líder do governo na Câmara, o hoje senador Renan Calheiros (MDB-AL). Depois que Pedro Collor apontou seu irmão Fernando e o tesoureiro da campanha, PC Farias, como chefes de uma rede de corrupção, o líder Renan veio a público confirmar as acusaçõeas", lembra ele, trazendo em seguida o resultado do episódio:

"As declarações do irmão do presidente ensejaram uma CPI que foi fortalecida pelo depoimento de Calheiros. O resultado todos sabem: apareceu o que seria a confirmação da doação de um Fiat Elba e o presidente da República teve seu mandato cassado". Joice em breve pode ser chamada para a CPI das Fake News.

Ao vivo na TV 247 Youtube 247