Jornalistas da EBC protestam contra restrição de cobertura do caso Marielle

Jornalistas e radialistas da Empresa Brasil de Comunicação (EBC) protestam contra restrição da cobertura do assassinato da vereadora do Rio Marielle Franco (Psol) e do motorista dela, Anderson; Chefias da Agência Brasil orientaram a não cobrir mais os atos sob o argumento de que eles seriam uma "exploração política"

Jornalistas da EBC protestam contra restrição de cobertura do caso Marielle
Jornalistas da EBC protestam contra restrição de cobertura do caso Marielle (Foto: Mídia Ninja)

247 - Jornalistas e radialistas da Empresa Brasil de Comunicação (EBC) protestam contra restrição da cobertura do assassinato da vereadora do Rio Marielle Franco (Psol) e do motorista dela, Anderson. Chefias da Agência Brasil orientaram a não cobrir mais os atos alegando que eles seriam uma "exploração política",

Em email enviado na sexta (16), o gerente de Redação da Agência Brasil, Roberto Cordeiro, disse que "essas homenagens do PSOL são para tirar proveito do momento. Ou outras repercussões do gênero". O relato foi publicado na coluna painel, da Folha.

A suspeita é de o crime tenha sido encomendado. Marielle também era ativista de direitos humanos e vinha denunciando a truculência policial contra as populações marginalizadas. 

As balas de calibre 9 mm encontradas ao lado dos corpos são do lote UZZ-18, vendido à PF de Brasília em 2006. 

Os bandidos também perseguiram a parlamentar por cerca de quatro quilômetros e atiraram a cerca de 2 metros de distância. Também escolheram um ponto cego, sem câmeras, para efetuar os disparos, o que aumento a suspeita de crime político.

Conheça a TV 247

Mais de Mídia

Ao vivo na TV 247 Youtube 247