José Roberto de Toledo: Protesto histórico, menos na TV

Para o jornalista José Roberto de Toledo, ao promover a maior manifestação liderada só por mulheres no Brasil, mas ter sido praticamente ignorado na tevê, o #EleNão sintetiza as principais marcas da eleição presidencial de 2018. "Em lugar da propaganda eleitoral televisiva, quem mobilizou os eleitores contra e a favor de candidatos foram as mídias sociais, notadamente o WhatsApp. Foi uma hashtag distribuída via Twitter, Facebook e Instagram que levou as maiores multidões à rua, não foram anúncios de tevê"

José Roberto de Toledo: Protesto histórico, menos na TV
José Roberto de Toledo: Protesto histórico, menos na TV (Foto: Reuters)
Siga o Brasil 247 no Google News Assine a Newsletter 247

Brasil 247 - Para o jornalista José Roberto de Toledo, ao promover a maior manifestação liderada só por mulheres no Brasil, mas ter sido praticamente ignorado na tevê, o #EleNão sintetiza as principais marcas da eleição presidencial de 2018. "Em lugar da propaganda eleitoral televisiva, quem mobilizou os eleitores contra e a favor de candidatos foram as mídias sociais, notadamente o WhatsApp. Foi uma hashtag distribuída via Twitter, Facebook e Instagram que levou as maiores multidões à rua, não foram anúncios de tevê", escreveu no site da Piauí.

"Os efeitos mais profundos dessa mudança são potencialmente revolucionários, pois todo o jogo de poder dentro dos partidos políticos gira em torno da distribuição do tempo de propaganda eleitoral e das verbas públicas. Se a tevê perde influência, perdem junto os caciques partidários que controlam a distribuição de tempo de câmera entre seus correligionários. Também perdem poder de barganha partidos que só existem para negociar minutos de tevê ao formarem coligações eleitorais", afirmou Toledo.

O conhecimento liberta. Saiba mais

A você que chegou até aqui, agradecemos muito por valorizar nosso conteúdo. Ao contrário da mídia corporativa, o Brasil 247 e a TV 247 se financiam por meio da sua própria comunidade de leitores e telespectadores. Você pode apoiar a TV 247 e o site Brasil 247 de diversas formas. Veja como em brasil247.com/apoio

Comentários

Os comentários aqui postados expressam a opinião dos seus autores, responsáveis por seu teor, e não do 247