Juninho Pernambucano a Bolsonaro: Evaldo foi assassinado pelo NOSSO exército

Ex-jogador se revolta com resposta de Bolsonaro sobre o fuzilamento com 80 tiros por militares do Exército contra o carro de uma família; "Que sentimento indescritível, ler o que o presidente do nosso país fala. Como mente e nada acontece. Evaldo foi assassinado pelo NOSSO exército. Que sua família receba toda minha solidariedade. Que revolta, ódio, dor, desesperança. E o super juiz ? Parece até q trabalha na globo", diz no Twitter

Juninho Pernambucano a Bolsonaro: Evaldo foi assassinado pelo NOSSO exército
Juninho Pernambucano a Bolsonaro: Evaldo foi assassinado pelo NOSSO exército

247 - O ex-jogador e comentarista Juninho Pernambucano se revoltou com as declarações do presidente Jair Bolsonaro sobre o fuzilamento com 80 tiros por militares do Exército contra o carro de uma família, que matou o músico Evaldo dos Santos Rosa e deixou outras duas pessoas feridas.

"Que sentimento indescritível, ler o que o presidente do nosso país fala. Como mente e nada acontece. Evaldo foi assassinado pelo NOSSO exército. Que sua família receba toda minha solidariedade. Que revolta, ódio, dor, desesperança. E o super juiz? Parece até q trabalha na globo", postou no Twitter, em referência também à declaração do ministro da Justiça e Segurança Pública, Sergio Moro, ao programa de Pedro Bial.

Conheça a TV 247

Ao vivo na TV 247 Youtube 247