Justiça nega censura e libera Falha de S. Paulo

O Superior Tribunal de Justiça liberou o site Falha de S. Paulo, que faz paródia do noticiário da Folha de S. Paulo; para os ministros, a proibição, pedida pela Folha, seria uma tentativa de censura

O Superior Tribunal de Justiça liberou o site Falha de S. Paulo, que faz paródia do noticiário da Folha de S. Paulo; para os ministros, a proibição, pedida pela Folha, seria uma tentativa de censura
O Superior Tribunal de Justiça liberou o site Falha de S. Paulo, que faz paródia do noticiário da Folha de S. Paulo; para os ministros, a proibição, pedida pela Folha, seria uma tentativa de censura (Foto: Leonardo Attuch)

247 – O Superior Tribunal de Justiça liberou o site Falha de S. Paulo, que faz paródia do noticiário da Folha de S. Paulo.

Para os ministros, a proibição, pedida pela Folha, seria uma tentativa de censura.

A informação foi publicada por Lauro Jardim:

A Quarta Turma do STJ decidiu liberar o site de humor "Falha de São Paulo", criado pelos irmãos Lino e Mario Bocchini para satirizar a cobertura jornalística do jornal "Folha de S. Paulo".

O entendimento do STJ foi majoritário: quatro ministros da turma, composta por cinco, votaram a favor dos irmãos Bocchini.

Luís Felipe Salomão divergiu do relator Marco Buzzi, e votou pela liberação do site. A divergência foi acompanhada por Raul Araújo, Antonio Carlos Ferreira e Isabel Galotti.


Em seu Facebook, o jornalista Lino Bocchini, um dos autores da página, comemorou a ação:

Foram 7 anos de batalha nos tribunais, muitos recursos pra lá e pra cá. Só o STJ se reuniu 4 vezes. Já nem tínhamos (eu e o Mario Ito) mais dinheiro para mandar nossos valorosos advogados para acompanhar as sessões (e eles com um escritório poderoso acompanhando tudo e visitando ministros). E eis que... vitória da liberdade de expressão! Uma ótima notícia para todos, inclusive para a Folha, porque a jurisprudência que se abriria seria horrorosa inclusive para eles!


Conheça a TV 247

Ao vivo na TV 247 Youtube 247