Justiça suspende investigação contra Felipe Neto por ter chamado Bolsonaro de genocida

A juíza Gisele Guida de Faria, da 38ª Vara Criminal do Rio de Janeiro, determinou ilegal a instauração do procedimento criminal e suspendeu a investigação

(Foto: Play9/Divulgação)
Siga o Brasil 247 no Google News

247 - Após pedido de habeas corpus, a juíza Gisele Guida de Faria, da 38ª Vara Criminal do Rio de Janeiro, suspendeu a investigação sobre Felipe Neto, que chamou Jair Bolsonaro de genocida pelas mortes da Covid-19. 

A magistrada determinou ilegal a instauração do procedimento criminal. Carlos Bolsonaro, que moveu o pedido de investigação, alegava crime contra a segurança nacional.

Felipe comemorou a decisão:

PUBLICIDADE

PUBLICIDADE

O conhecimento liberta. Saiba mais. Siga-nos no Telegram.

A você que chegou até aqui, agradecemos muito por valorizar nosso conteúdo. Ao contrário da mídia corporativa, o Brasil 247 e a TV 247 se financiam por meio da sua própria comunidade de leitores e telespectadores. Você pode apoiar a TV 247 e o site Brasil 247 de diversas formas. Veja como em brasil247.com/apoio

Apoie o 247

Comentários

Os comentários aqui postados expressam a opinião dos seus autores, responsáveis por seu teor, e não do 247

PUBLICIDADE

Cortes 247

PUBLICIDADE
WhatsApp Facebook Twitter Email