Kennedy Alencar: Estratégia de Bolsonaro é destruição institucional

O jornalista Kennedy Alencar escreve em seu Blog que há uma interferência indevida de Jair Bolsonaro em órgãos do Estado Brasileiro e alerta que o país vive um processo de destruição institucional

(Foto: Adriano Machado / Reuters)

247 - O jornalista Kennedy Alencar escreve em seu Blog que há uma interferência indevida de Jair Bolsonaro em órgãos do Estado Brasileiro e alerta que o país vive um processo de destruição institucional.  "Já passamos há muito tempo da dúvida se há interferência indevida e autoritária do presidente Jair Bolsonaro em órgãos do Estado Brasileiro. Estamos diante de um processo de destruição institucional do Coaf, da Receita Federal, do Inpe, do Ibama, do ICMBio, da Comissão Especial de Mortos e Desaparecidos Políticos, entre outros órgãos do país". 

 "Também inexiste dúvida a respeito da intenção do presidente no processo de escolha do novo chefe da PGR (Procuradoria-Geral da República): enfraquecer o Ministério Público buscando alguém que não incomode familiares e aliados e o próprio presidente do ponto de vista 'ético' ”.  O “padrão” Lava Jato, que agora sabemos pela Vaza Jato como operava, deixa Bolsonaro desconfortável para o exercício do poder. Ele gostava desse “padrão” quando aplicado aos seus adversários políticos. (...) 

 (...) Está claríssima a tentativa de destruição institucional. As interferências do presidente em órgãos de Estado não decorrem de motivos nobres nem porque ele foi eleito e tem o direito de fazer o que quiser. Um presidente da República pode muito, mas não pode tudo. A Constituição, demais Poderes e o sistema de freios e contrapesos da democracia impõem um claro e adequado limite. Mas Bolsonaro não aceita essas barreiras porque é um demagogo e autocrata.

Leia a íntegra 

Conheça a TV 247

Ao vivo na TV 247 Youtube 247