CONTINUA APÓS O ANÚNCIO
Mídia

Kennedy: contra golpismo, Dilma reforça Temer

Para tentar esvaziar as conversas sobre impeachment no PSDB e no PMDB, presidente Dilma Rousseff convoca reunião com vice-presidente e líderes dos partidos aliados para justificar as contas de 2014; “Dilma sabe que, sem o apoio de Temer, o governo se isolaria de vez”, diz o colunista Kennedy Alencar; segundo ele, ao explicar aos aliados no Congresso que as chamadas pedaladas fiscais não seriam ilegais, Dilma tenta frear uma articulação da oposição

Imagem Thumbnail
Para tentar esvaziar as conversas sobre impeachment no PSDB e no PMDB, presidente Dilma Rousseff convoca reunião com vice-presidente e líderes dos partidos aliados para justificar as contas de 2014; “Dilma sabe que, sem o apoio de Temer, o governo se isolaria de vez”, diz o colunista Kennedy Alencar; segundo ele, ao explicar aos aliados no Congresso que as chamadas pedaladas fiscais não seriam ilegais, Dilma tenta frear uma articulação da oposição (Foto: Roberta Namour)
CONTINUA APÓS O ANÚNCIO

✅ Receba as notícias do Brasil 247 e da TV 247 no canal do Brasil 247 e na comunidade 247 no WhatsApp.

247 – A presidente Dilma Rousseff convocou uma reunião ontem com o vice-presidente e líderes dos partidos aliados para justificar as contas de 2014. Segundo o colunista Kennedy Alencar, Dilma sabe que, sem o apoio de Temer, o governo se isolaria de vez.

‘Ao explicar aos aliados no Congresso que as chamadas pedaladas fiscais não seriam ilegais, Dilma tenta frear uma articulação da oposição. Essas manobras não poderiam, na visão do governo, embasar um eventual impeachment. Nas palavras do ministro da Justiça, José Eduardo Cardozo, a oposição estaria agindo de modo golpista’, diz.

CONTINUA APÓS O ANÚNCIO

O PSDB tem esperança de que o TSE (Tribunal Superior Eleitoral) ou o TCU (Tribunal de Contas da União) forneçam uma base legal e jurídica para viabilizar um eventual impeachment da presidente no segundo semestre (leia mais).

CONTINUA APÓS O ANÚNCIO

iBest: 247 é o melhor canal de política do Brasil no voto popular

Assine o 247, apoie por Pix, inscreva-se na TV 247, no canal Cortes 247 e assista:

Cortes 247

CONTINUA APÓS O ANÚNCIO
CONTINUA APÓS O ANÚNCIO
CONTINUA APÓS O ANÚNCIO