Kennedy: delação do casal Cabral pode expor corrupção do Judiciário

"O casal Cabral poderia dar informações sobre ministros de tribunais superiores em Brasília e a respeito de magistrados do Rio de Janeiro, especialmente do Tribunal de Justiça do Estado. Também poderiam fornecer material para investigar autoridades do Tribunal de Contas do Estado do Rio de Janeiro e até integrantes do Ministério Público estadual", diz o jornalista Kennedy Alencar sobre uma eventual delação premiada do ex-governador do Rio de Janeiro Sérgio Cabral e de sua esposa, a advogada Adriana Ancelmo

"O casal Cabral poderia dar informações sobre ministros de tribunais superiores em Brasília e a respeito de magistrados do Rio de Janeiro, especialmente do Tribunal de Justiça do Estado. Também poderiam fornecer material para investigar autoridades do Tribunal de Contas do Estado do Rio de Janeiro e até integrantes do Ministério Público estadual", diz o jornalista Kennedy Alencar sobre uma eventual delação premiada do ex-governador do Rio de Janeiro Sérgio Cabral e de sua esposa, a advogada Adriana Ancelmo
"O casal Cabral poderia dar informações sobre ministros de tribunais superiores em Brasília e a respeito de magistrados do Rio de Janeiro, especialmente do Tribunal de Justiça do Estado. Também poderiam fornecer material para investigar autoridades do Tribunal de Contas do Estado do Rio de Janeiro e até integrantes do Ministério Público estadual", diz o jornalista Kennedy Alencar sobre uma eventual delação premiada do ex-governador do Rio de Janeiro Sérgio Cabral e de sua esposa, a advogada Adriana Ancelmo (Foto: Aquiles Lins)

247 - O jornalista Kennedy Alencar afirmou nesta quarta-feira, 1, que pode haver vantagens numa eventual delação premiada do ex-governador do Rio de Janeiro Sérgio Cabral e de sua esposa, a advogada Adriana Ancelmo. 

Kennedy mostra que a operação Lava Jato evidenciou os escândalos de corrupção nos Poderes Executivo e Legislativo. "No entanto, não se sabe, com exceção de algumas revelações pontuais, como se dá a corrupção no Poder Judiciário. Nesse contexto, uma delação do peemedebista combinada à de sua mulher, advogada que transitou com desenvoltura no Judiciário, poderia trazer informações relevantes a respeito de como a corrupção age entre os três poderes da República", afirma. 

"O casal Cabral poderia dar informações sobre ministros de tribunais superiores em Brasília e a respeito de magistrados do Rio de Janeiro, especialmente do Tribunal de Justiça do Estado. Também poderiam fornecer material para investigar autoridades do Tribunal de Contas do Estado do Rio de Janeiro e até integrantes do Ministério Público estadual", acrescenta Kennedy.

Leia na íntegra o artigo de Kennedy Alencar. 

Conheça a TV 247

Ao vivo na TV 247 Youtube 247