Kennedy: Lula não quer se descolar, mas influenciar Dilma

Segundo o colunista Kennedy Alencar, críticas recentes de Lula à presidente e ao seu partido devem ser encaradas como tentativa de influenciar rumos do governo e preparar o PT para a disputa presidencial de 2018: “Lula foi o maior cabo eleitoral de Dilma em duas eleições presidenciais. Os destinos de ambos estão ligados. Lula sabe que o fracasso de Dilma significará o fracasso dele e do PT em 2018”

Segundo o colunista Kennedy Alencar, críticas recentes de Lula à presidente e ao seu partido devem ser encaradas como tentativa de influenciar rumos do governo e preparar o PT para a disputa presidencial de 2018: “Lula foi o maior cabo eleitoral de Dilma em duas eleições presidenciais. Os destinos de ambos estão ligados. Lula sabe que o fracasso de Dilma significará o fracasso dele e do PT em 2018”
Segundo o colunista Kennedy Alencar, críticas recentes de Lula à presidente e ao seu partido devem ser encaradas como tentativa de influenciar rumos do governo e preparar o PT para a disputa presidencial de 2018: “Lula foi o maior cabo eleitoral de Dilma em duas eleições presidenciais. Os destinos de ambos estão ligados. Lula sabe que o fracasso de Dilma significará o fracasso dele e do PT em 2018” (Foto: Roberta Namour)

247 – Para o colunista Kennedy Alencar, as críticas recentes do ex-presidente Lula ao PT e a presidente Dilma Rousseff não devem ser encaradas como uma tentativa de se descolar do governo, mas sim de preparar o partido para 2018.

“Lula foi o maior cabo eleitoral de Dilma em duas eleições presidenciais. Os destinos de ambos estão ligados. Lula sabe que o fracasso de Dilma significará o fracasso dele e do PT em 2018”, diz.

Segundo ele, houve incômodo no governo com as avaliações de Lula sobre o governo e Dilma.

O ex-presidente disse que a sucessora está no “volume morto” e que a oposição tem razão ao acusá-la de ter mentido na campanha eleitoral de 2014. Mas a presidente preferiu não aumentar um problema: “Todos têm o direito de fazer críticas, principalmente o presidente Lula”, contemporizou (leia aqui).

Conheça a TV 247

Ao vivo na TV 247 Youtube 247