Kennedy: parlamentares podem sacrificar Dilma para fugir das ruas

Para o colunista Kennedy Alencar, as delações da Odebrecht e a lista com mais de 200 políticos de 18 partidos que receberam recursos da empresa reforçam a possibilidade de queda da presidente Dilma Rousseff; “A divulgação dessa lista, por exemplo, alimenta o desejo de deputados e senadores de entregar logo uma cabeça para tentar acalmar a opinião pública”, diz

Para o colunista Kennedy Alencar, as delações da Odebrecht e a lista com mais de 200 políticos de 18 partidos que receberam recursos da empresa reforçam a possibilidade de queda da presidente Dilma Rousseff; “A divulgação dessa lista, por exemplo, alimenta o desejo de deputados e senadores de entregar logo uma cabeça para tentar acalmar a opinião pública”, diz
Para o colunista Kennedy Alencar, as delações da Odebrecht e a lista com mais de 200 políticos de 18 partidos que receberam recursos da empresa reforçam a possibilidade de queda da presidente Dilma Rousseff; “A divulgação dessa lista, por exemplo, alimenta o desejo de deputados e senadores de entregar logo uma cabeça para tentar acalmar a opinião pública”, diz (Foto: Roberta Namour)

247 - Para o colunista Kennedy Alencar, as delações da Odebrecht e a lista com mais de 200 políticos de 18 partidos que receberam recursos da empresa reforçam a possibilidade de queda da presidente Dilma Rousseff:

“A divulgação dessa lista, por exemplo, alimenta o desejo de deputados e senadores de entregar logo uma cabeça para tentar acalmar a opinião pública”, diz.

Segundo ele, o pedido que tramita na Câmara trata das chamadas pedaladas fiscais, mas deputados e senadores avaliam que as revelações da Lava Jato e a incapacidade do governo de enfrentar a crise econômica vão jogar contra a permanência de Dilma no poder. “Daí darem uma resposta para tentar acalmar as ruas”, afirma (leia aqui).

Conheça a TV 247

Ao vivo na TV 247 Youtube 247