Kennedy: Temer precisa de Renan e Maia para aprovar impeachment

“Temer precisa agradar a Renan Calheiros, que é fundamental para ajudá-lo a viabilizar os votos no PMDB e no Senado a fim de aprovar o impeachment de Dilma de forma definitiva. Temer quer nomear para o Ministério do Turismo um deputado federal ligado a Renan, Marx Beltrão, do PMDB de Alagoas”, diz o colunista Kennedy Alencar; com Rodrigo Maia, afirma, Temer contará com maior facilidade para tentar aprovar projetos do seu interesse na Câmara

“Temer precisa agradar a Renan Calheiros, que é fundamental para ajudá-lo a viabilizar os votos no PMDB e no Senado a fim de aprovar o impeachment de Dilma de forma definitiva. Temer quer nomear para o Ministério do Turismo um deputado federal ligado a Renan, Marx Beltrão, do PMDB de Alagoas”, diz o colunista Kennedy Alencar; com Rodrigo Maia, afirma, Temer contará com maior facilidade para tentar aprovar projetos do seu interesse na Câmara
“Temer precisa agradar a Renan Calheiros, que é fundamental para ajudá-lo a viabilizar os votos no PMDB e no Senado a fim de aprovar o impeachment de Dilma de forma definitiva. Temer quer nomear para o Ministério do Turismo um deputado federal ligado a Renan, Marx Beltrão, do PMDB de Alagoas”, diz o colunista Kennedy Alencar; com Rodrigo Maia, afirma, Temer contará com maior facilidade para tentar aprovar projetos do seu interesse na Câmara (Foto: Roberta Namour)

247 – Para o colunista Kennedy Alencar, o presidente interino Michel Temer tenta jogar afinado com comandantes da Câmara e do Senado porque precisa deles para aprovar o impeachment.

“Temer precisa agradar a Renan Calheiros, que é fundamental para ajudá-lo a viabilizar os votos no PMDB e no Senado a fim de aprovar o impeachment de Dilma de forma definitiva. Temer quer nomear para o Ministério do Turismo um deputado federal ligado a Renan, Marx Beltrão, do PMDB de Alagoas”, diz.

Com Rodrigo Maia, afirma, Temer contará com maior facilidade para tentar aprovar projetos do seu interesse na Câmara.

Mas ele alerta: “Se Cunha escapar, Temer e Maia ficarão em maus lençóis e fortalecerão a versão de um golpe parlamentar contra Dilma. Se for cassado, Cunha poderá virar um homem-bomba incômodo para o governo, para o PMDB e até para o DEM de Rodrigo Maia, de quem foi aliado no passado recente”.

Conheça a TV 247

Ao vivo na TV 247 Youtube 247