CONTINUA APÓS O ANÚNCIO
Mídia

Kotscho: Virada de Dilma dependerá de investidores

Segundo o colunista Ricardo Kotscho, presidente Dilma Rousseff e ministros da área econômica demonstraram confiança nos investidores no anúncio do novo pacote de concessões: "O diálogo com empresários e governadores é decisivo para a carteira de investimento"

Imagem Thumbnail
Segundo o colunista Ricardo Kotscho, presidente Dilma Rousseff e ministros da área econômica demonstraram confiança nos investidores no anúncio do novo pacote de concessões: "O diálogo com empresários e governadores é decisivo para a carteira de investimento" (Foto: Roberta Namour)
CONTINUA APÓS O ANÚNCIO

✅ Receba as notícias do Brasil 247 e da TV 247 no canal do Brasil 247 e na comunidade 247 no WhatsApp.

247 – O colunista Ricardo Kotscho saudou a iniciativa do governo Dilma Rousseff de lançar um novo pacote de concessões. Segundo ele, trata-se de uma mensagem de confiança nos investidores, decisiva para a retomada do crescimento. Leia o artigo sobre o assunto:

O governo de Dilma Rousseff fez a sua parte para a retomada do crescimento, ao anunciar na manhã desta quarta-feira, no Palácio do Planalto, o programa de concessões nos setores de infraestrutura ( ferrovias, rodovias, portos e aeroportos), que projeta injetar quase R$ 200 bilhões na segunda etapa do Programa de Investimentos em Logística (PIL).

CONTINUA APÓS O ANÚNCIO

Falta saber a reação da iniciativa privada. Para tornar realidade a "virada gradual e realista de página" prevista pela presidente, agora tudo vai depender do interesse de investidores nacionais e estrangeiros. A presidente e os ministros da Fazenda, Joaquim Levy, e do Planejamento, Nelson Barbosa, destacaram a importância do setor privado no financiamento e nas concessões: "O diálogo com empresários e governadores é decisivo para a carteira de investimento".

Levy garantiu que não faltarão recursos do BNDES para o PIL e prevê um impacto positivo direto de 0,25% no PIB, mas este número pode dobrar com o que ele chamou de "impacto indireto". Esta nova etapa do programa de concessões servirá como um teste para a reconquista da confiança dos investidores num momento em que as maiores empresas de construção do país passam por grandes dificuldades financeiras em consequência da Operação Lava Jato.

CONTINUA APÓS O ANÚNCIO

Tomara que dê certo, e que o ano de 2015 finalmente possa começar, após um primeiro semestre de turbulências na política e na economia. É de notícias positivas como esta que o país estava precisando.

Outro dado positivo do pacote de concessões é que a maior parcela dos investimentos foi reservada para as ferrovias, com R$ 86 bilhões, enquanto as rodovias terão R$ 64 bilhões, o que demonstra uma necessária e esperada inversão de prioridades. Animados com a agenda positiva, Dilma e seus ministros mostraram confiança no interesse dos investidores. "São projetos de demanda forme", assegurou Joaquim Levy. Para a presidente, "os efeitos do programa serão múltiplos em toda cadeia produtiva e em todas as áreas da economia".

CONTINUA APÓS O ANÚNCIO

A sorte está lançada. Quem se arrisca?

Vida que segue.

CONTINUA APÓS O ANÚNCIO

iBest: 247 é o melhor canal de política do Brasil no voto popular

Assine o 247, apoie por Pix, inscreva-se na TV 247, no canal Cortes 247 e assista:

Cortes 247

CONTINUA APÓS O ANÚNCIO
CONTINUA APÓS O ANÚNCIO
CONTINUA APÓS O ANÚNCIO