LinkedIn ganha dois usuários por segundo, diz presidente

Rede social tem faturamento recorde no 2 trimestre, mas empresa no garante que ser to lucrativa neste ano, afirma Jeff Weiner

Siga o Brasil 247 no Google News Assine a Newsletter 247

247 – O LinkedIn é uma das rede sociais que mais crescem no mundo. De acordo com o presidente da empresa com foco em relacionamentos profissionais, Jeff Weiner, o site chegou à impressionante marca de dois usuários novos por segundo. Em novembro do ano passado, a cada segundo, uma pessoa se cadastrava na rede. Apenas no segundo trimestre de 2011, o LinkedIn adicionou 14 milhões de novos usuários, depois de ter alcançado a marca de 100 milhões de perfis no início do ano. Os botões de compartilhamento da rede social estão em aproximadamente 100 mil sites.

Na última quinta-feira, a companhia anunciou que sua receita no segundo trimestre cresceu cerca de 120% em comparação ao mesmo período no ano passado. O lucro líquido no segundo trimestre subiu ligeiramente de US$ 4,3 milhões, há um ano, para US$ 4,5 milhões. O LinkedIn prevê receita de US$ 475 milhões a US$ 485 milhões em 2011, novamente acima da previsão de US$ 467,7 milhões. Apesar dos números satisfatórios, a empresa californiana alertou que não será tão lucrativa em 2011, pois direciona estes fundos para sua expansão contratando representantes de vendas que saem a campo e lançando novos produtos.

Na bolsa de valores, a oferta pública inicial (IPO, na sigla em inglês) do LinkedIn foi o maior para uma empresa de internet desde o Google em 2004, apesar do alerta de alguns investidores sobre o valor estar muito alto para um companhia cuja receita foi de apenas US$ 243 milhões no ano passado. A função do LinkedIn é propor uma maior interação entre profissionais de diversos tipos e já está sendo usado por muitas empresas como uma forma de substituir os currículos.

O conhecimento liberta. Saiba mais. Siga-nos no Telegram.

A você que chegou até aqui, agradecemos muito por valorizar nosso conteúdo. Ao contrário da mídia corporativa, o Brasil 247 e a TV 247 se financiam por meio da sua própria comunidade de leitores e telespectadores. Você pode apoiar a TV 247 e o site Brasil 247 de diversas formas. Veja como em brasil247.com/apoio

Comentários

Os comentários aqui postados expressam a opinião dos seus autores, responsáveis por seu teor, e não do 247

WhatsApp Facebook Twitter Email