Lista de Carta Capital está no computador de lobista preso por estelionato. Por isso é falsa?

Nilton Monteiro foi também um dos tesoureiros da campanha de Eduardo Azeredo em 2008

Lista de Carta Capital está no computador de lobista preso por estelionato. Por isso é falsa?
Lista de Carta Capital está no computador de lobista preso por estelionato. Por isso é falsa? (Foto: Divulgação)

247 – Nilton Monteiro, autor da lista de Furnas, que a Polícia Federal e o Ministério Público consideram autênticas, aparentemente é também autor da lista publicada na revista Carta Capital, na semana passada, sobre a destinação de recursos da campanha de Eduardo Azeredo, em 1998, para o governo de Minas Gerais. Uma campanha que teria custado mais de R$ 100 milhões e ainda assim foi derrotada para Itamar Franco.

Nessa lista de 1998, aparecem acertos para políticos, órgãos de comunicação e até para o ministro Gilmar Mendes, do Supremo Tribunal Federal, que ameaça processar a revista Carta Capital.

Agora, com a evidência de que Nilton Monteiro, que já foi preso por estelionato, é o autor, dá-se como certo que ela é falsa, como escreve o blogueiro Reinaldo Azevedo (leia mais aqui). Será mesmo?

Antes de ser preso como contraventor, Nilton Monteiro também trabalhou na arrecadação de recursos, fazendo parte da equipe do tesoureiro Cláudio Mourão. Sua prisão, em grande medida, decorre do fato de ter denunciado a Lista de Furnas, que, segundo o MP e a PF, agora são consideradas verdadeiras.

Portanto, recomenda-se cautela na análise do caso – seja para promover a reportagem do último fim de semana, seja para considerá-la uma fraude.

Conheça a TV 247

Mais de Mídia

Ao vivo na TV 247 Youtube 247