Lobão abandona Bolsonaro e vê novela mexicana de quinta categoria no poder

O cantor Lobão, até agora fervoroso apoiador de Jair Bolsonaro, está desolado e acaba de abandonar o navio bolsonarista: "Ele mostrou que não tem a menor capacidade intelectual e emocional para poder gerir o Brasil. Isso está muito claro para mim e fico muito triste. É óbvio que o governo vai ruir"; disse ele; o cantor também afirma que o governo parece "uma novela mexicana de quinta categoria"

 Lobão abandona Bolsonaro e vê novela mexicana de quinta categoria no poder
Lobão abandona Bolsonaro e vê novela mexicana de quinta categoria no poder

247 - O cantor Lobão, até agora fervoroso apoiador de Jair Bolsonaro, está desolado e acaba de abandonar o navio bolsonarista. "Eu tinha que optar por alguém e esse alguém foi o Bolsonaro. Mas ele mostrou que não tem a menor capacidade intelectual e emocional para poder gerir o Brasil. Isso está muito claro para mim e fico muito triste. É óbvio que o governo vai ruir", declarou o músico ao jornal Valor Econômico. 

Para Lobão, “toda a população já está ressabiada”. “Se você fizer uma pesquisa de campo com os que votaram no Bolsonaro, 90% das pessoas estão decepcionadas. E não podia ser de outra maneira, porque isso está uma novela mexicana de quinta categoria, um melodrama horroroso e brega”, diz.

Nos os anos 80, Lobão ganhou fama com suas letras de protesto mas migrou para a direita até tornar-se um personagem da  extrema-direita brasileira, na linha de frente da campanha contra o PT, Lula e Dilma, defensor do golpe de 2015-16 e da eleição do Bolsonaro. Agora volta-se contra seus aliados, especialmente o guru do clã Bolsonaro, Olavo de Carvalho. "Ninguém vai ficar com medo dessa meia dúzia de otários", afirmou ele, referindo-se aos seguidores do guru de Bolsonaro.

Lobão chegou a perder de 4 a 5 mil seguidores no Twitter após críticas a Olavo. "É óbvio que o Olavo vai acabar com esse governo, porque ele é uma pessoa muito autodestrutiva. Olavo é um sociopata. Não tem empatia por ninguém. É um ególatra."

O cantor também criticou a postura dos filhos de Bolsonaro. "Tanto o Bolsonaro quanto os filhos dele estão crentes que vão intimidar o Congresso ou qualquer pessoa porque têm um poder popular, entre aspas, que eles não têm. Acham que essa efervescência do Twitter é suficiente para não só resguardá-los quanto para intimidar seus adversários. Isso é uma mentira. O Twitter não vai segurar a onda deles. Não vai. Ele não pode ficar reinando no Palácio do Planalto, onde todo mundo diz que o Bolsonaro anda de bermuda e camisa falsificada de futebol, achando que o Twitter é o Brasil."

Ele ainda considera que o momento faz com que a direita corra risco de sofrer um duro golpe em sua reputação. "Essa facção sectária de fanáticos vai absorver toda a personalidade da direita -- a esquerda vai capitalizar isso -- e vai botar todo mundo no mesmo saco. E a gente vai virar todos ridículos por causa desses caras . (...) O PSOL, o Ciro Gomes, o Lula, se sair da prisão melhor ainda para eles. É pouco provável que a situação volte a se reeleger. Bom, resta saber se o governo vai sobreviver a este ano ainda. Não vejo como o governo vai se sustentar até o fim do ano. É um desastre o que está acontecendo, sem alarmismo", conclui. 

Ao vivo na TV 247 Youtube 247