Luis Nassif: Lava Jato representa a falência do jornalismo investigativo

"A cobertura da Lava Jato – somada à do impeachment – foi o maior desastre da história do jornalismo brasileiro desde as campanhas de 1964", afirma o jornalista

Luis Nassif, Sérgio Moro e Deltan Dallagnol
Luis Nassif, Sérgio Moro e Deltan Dallagnol (Foto: Brasil 247 | Reuters | ABr)
Siga o Brasil 247 no Google News Assine a Newsletter 247

247 - O jornalista Luis Nassif, em texto publicado nesta segunda-feira (15), classifica a cobertura jornalística acerca da Operação Lava Jato como o "maior desastre da história do jornalismo brasileiro" desde o início da ditadura militar, em 1964. 

"A cada dia que passa fica mais nítido que a cobertura da Lava Jato – somada à do impeachment – foi o maior desastre da história do jornalismo brasileiro desde as campanhas de 1964", afirma.

Para ele, o trabalho da imprensa durante a execução da força-tarefa de Curitiba representa o fim do jornalismo investigativo. 

Nassif aponta ainda que a cobertura equivocada da mídia não se deu apenas por erros ou enganos. Havia, de acordo com o jornalista, interesses de profissionais da imprensa em conquistar benefícios ao apoiarem a Lava Jato. "Obviamente, não havia apenas desinformação e ingenuidade nessa parceria. Repórteres que se deixaram cavalgar pela Lava Jato ganharam manchetes, escreveram livros, conquistaram prestígio junto às chefias pelo trabalho sujo ofertado".

No texto, Nassif acusa duramente a Associação Brasileira de Jornalismo Investigativo (Abraji) de compactuar com as más práticas da imprensa na cobertura da Lava Jato. "A operação foi um retumbante fracasso do jornalismo como um todo, atraído pelo canto de sereia da Lava Jato, alimentando-os com vazamentos de informações".

O conhecimento liberta. Saiba mais. Siga-nos no Telegram.

A você que chegou até aqui, agradecemos muito por valorizar nosso conteúdo. Ao contrário da mídia corporativa, o Brasil 247 e a TV 247 se financiam por meio da sua própria comunidade de leitores e telespectadores. Você pode apoiar a TV 247 e o site Brasil 247 de diversas formas. Veja como em brasil247.com/apoio

Comentários

Os comentários aqui postados expressam a opinião dos seus autores, responsáveis por seu teor, e não do 247

WhatsApp Facebook Twitter Email