Lula rebate 'estranha mania de invenção' da Folha

Em nota, ex-presidente rebate reportagem publicada neste domingo que afirma que o petista teria conversado com membros do TCU e "estimulado pessoalmente" o responsável pela análise das contas do governo Dilma no tribunal, o ministro José Múcio Monteiro, a "contestar as chamadas 'pedaladas fiscais'"; Instituto Lula contesta a "estranha mania" da Folha de, "sem nenhuma procuração ou comprovação, atribuir declarações ao ex-presidente a partir de fontes anônimas"; a entidade enviou na sexta-feira resposta ao jornal negando o fato, mas não foi publicada; hoje mesmo a ombudsman da Folha apontou erro grave do jornal em relação a Lula esta semana, no caso relacionado ao habeas corpus

Em nota, ex-presidente rebate reportagem publicada neste domingo que afirma que o petista teria conversado com membros do TCU e "estimulado pessoalmente" o responsável pela análise das contas do governo Dilma no tribunal, o ministro José Múcio Monteiro, a "contestar as chamadas 'pedaladas fiscais'"; Instituto Lula contesta a "estranha mania" da Folha de, "sem nenhuma procuração ou comprovação, atribuir declarações ao ex-presidente a partir de fontes anônimas"; a entidade enviou na sexta-feira resposta ao jornal negando o fato, mas não foi publicada; hoje mesmo a ombudsman da Folha apontou erro grave do jornal em relação a Lula esta semana, no caso relacionado ao habeas corpus
Em nota, ex-presidente rebate reportagem publicada neste domingo que afirma que o petista teria conversado com membros do TCU e "estimulado pessoalmente" o responsável pela análise das contas do governo Dilma no tribunal, o ministro José Múcio Monteiro, a "contestar as chamadas 'pedaladas fiscais'"; Instituto Lula contesta a "estranha mania" da Folha de, "sem nenhuma procuração ou comprovação, atribuir declarações ao ex-presidente a partir de fontes anônimas"; a entidade enviou na sexta-feira resposta ao jornal negando o fato, mas não foi publicada; hoje mesmo a ombudsman da Folha apontou erro grave do jornal em relação a Lula esta semana, no caso relacionado ao habeas corpus (Foto: Gisele Federicce)

247 - O Instituto Lula divulgou uma nota neste domingo 28 rebatendo reportagem da Folha de S. Paulo que informa que o ex-presidente teria conversado com membros do Tribunal de Contas da União (TCU) e "estimulado pessoalmente o responsável pela análise das contas do governo Dilma Rousseff a contestar as chamadas 'pedaladas fiscais'".

A publicação se referia ao ministro José Múcio Monteiro, de quem Lula seria "próximo", de acordo com o jornal. A nota divulgada pela assessoria de imprensa do instituto critica a "estranha mania" do jornal de, "sem nenhuma procuração ou comprovação, atribuir declarações ao ex-presidente a partir de fontes anônimas".

O texto informa ter respondido à solicitação da reportagem na última sexta-feira em relação ao asunto, mas que esta não foi publicada junto à matéria. O jornal teria insistido na "invenção", acrescenta o comunicado. Hoje mesmo, a ombudsman da Folha, Vera Guimarães Martins, apontou erro grave do jornal em relação a Lula esta semana, no caso relacionado ao habeas corpus.

Leia abaixo a íntegra da nota do Instituto Lula:

NOTA À IMPRENSA
"Se Lula quisesse falar com a Folha de S. Paulo, falaria com a Folha de S. Paulo"

São Paulo, 28 de junho de 2015,

Assim como algumas pessoas são maníacas por impetrar Habeas Corpus à revelia e contra a vontade das pessoas, a Folha de S.Paulo tem a estranha mania de sem nenhuma procuração ou comprovação, atribuir declarações ao ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva a partir de fontes anônimas.

O jornal nos procurou na sexta-feira (26) com uma informação incorreta. Respondemos que se tratava de invenção e de que "o ex-presidente repudia e lamenta a reiterada prática do jornal Folha de S. Paulo de lhe atribuir afirmações a partir de supostas fontes anônimas, dando guarida e publicidade a todo o tipo de especulação". Mesmo assim a matéria foi publicada com destaque na capa.

Na matéria a Folha não coloca a nossa resposta de que se trata de uma invenção, logo, publicamos aqui a troca de e-mails entre a assessoria de imprensa do Instituto Lula e o jornal.

Assessoria de Imprensa do Instituto Lula

Abaixo resposta para a Folha de S.Paulo:

Cara,
Segue nossa resposta:
Parece que todo o sábado o jornal Folha de S. Paulo reserva espaço para atribuir alguma fala ao ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva. Semana passada fizeram isso. Fazem novamente esta semana. O ex-presidente repudia e lamenta a reiterada prática do jornal Folha de S. Paulo de lhe atribuir afirmações a partir de supostas fontes anônimas, dando guarida e publicidade a todo o tipo de especulação. Se o ex-presidente quisesse falar com a Folha de S. Paulo, falaria com a Folha de S. Paulo. Esta afirmação é uma invencionice do jornal ou da sua fonte anônima.

Abaixo o email enviado pela Folha de S.Paulo:

Caros,
Estamos fazendo uma matéria sobre uma conversa do ex-presidente Lula com o ministro do TCU José Múcio Monteiro, em que o ministro falou da possibilidade de o órgão rejeitar as contas de 2014 do governo Dilma. Segundo relatos, Lula disse achar razoável o órgão pedir explicações sobre as chamadas "pedaladas fiscais" e disse que isso "daria um susto" na presidente.
Gostaria de saber se o Instituto Lula quer se posicionar sobre o assunto.

Conheça a TV 247

Mais de Mídia

Ao vivo na TV 247 Youtube 247