CONTINUA APÓS O ANÚNCIO
Mídia

Magnoli diz que Garcia é “ministro fantasma”

Assessor da Presidência da República, Marco Aurélio Garcia, disse nessa semana que há uma "valorização midiática" sobre a situação na Venezuela; Demétrio Magnoli rebate e diz que o país "não é, ainda, uma ditadura (...). Contudo, já não é uma democracia"; e que Garcia é o "ministro fantasma" que opera para o presidente fantasma, Lula

Imagem Thumbnail
Assessor da Presidência da República, Marco Aurélio Garcia, disse nessa semana que há uma "valorização midiática" sobre a situação na Venezuela; Demétrio Magnoli rebate e diz que o país "não é, ainda, uma ditadura (...). Contudo, já não é uma democracia"; e que Garcia é o "ministro fantasma" que opera para o presidente fantasma, Lula (Foto: Gisele Federicce)
CONTINUA APÓS O ANÚNCIO

✅ Receba as notícias do Brasil 247 e da TV 247 no canal do Brasil 247 e na comunidade 247 no WhatsApp.

247 – A afirmação do assessor da presidência da República, Marco Aurélio Garcia, sobre a Venezuela (leia aqui) foi rebatida neste sábado por Demétrio Magnoli, em artigo na Folha. Segundo Garcia, existe uma "valorização midiática" em relação à situação na Venezuela. "O país não parou", disse ele.

Magnoli diz que Garcia é um "ministro fantasma" que opera para o "presidente fantasma, Lula da Silva". Em sua coluna, ele diz que a Venezuela "não é, ainda, um ditadura (...). Contudo, já não é uma democracia". A nação, escreve ele, "é um movimento, um partido, um ponto de vista político".

CONTINUA APÓS O ANÚNCIO

O colunista diz que, no país comandado pelo presidente Nicolás Maduro, o "povo valente" não são os venezuelanos, mas apenas os chavistas. Após citar repressão do governo à imprensa venezuelana e a "quem ouse se contrapor ao projeto cívico-militar", além da prisão do opositor Leopoldo López, Magnoli diz que Garcia "viu e ouviu" tudo isso, "mas não falará" a respeito de nada.

Leia aqui a íntegra do artigo.

CONTINUA APÓS O ANÚNCIO

iBest: 247 é o melhor canal de política do Brasil no voto popular

Assine o 247, apoie por Pix, inscreva-se na TV 247, no canal Cortes 247 e assista:

Cortes 247

CONTINUA APÓS O ANÚNCIO
CONTINUA APÓS O ANÚNCIO
CONTINUA APÓS O ANÚNCIO