Maldita inclusão digital

Adoramos criticar. Falamos mal do Chico, do Restart, do Fiuk, da Xuxa, do Mano Menezes, mas se alguém nos critica, logo gritamos que é inveja, dor de cotovelo

Siga o Brasil 247 no Google News Assine a Newsletter 247

Eu sou um visionário. Só que nem eu mesmo acredito nas minhas teorias revolucionárias, até que acontece algum fato que as comprova, e eu fico lamentado não tê-las expressado antes. E foi o que ocorreu. O caso do Chico Buarque – que ficou estarrecido ao ler, pela primeira vez, comentários sobre ele na internet. E eis que Chico ficou estarrecido, pasmo, com o que viu. Ao ler comentários o chamando de “velho” e “bêbado”, Chico se espantou tanto que fez até um vídeo comentando o seu susto. Agora você se pergunta: será que Chico Buarque achava que era amado por todos os homens e mulheres do mundo? Nem preciso consultar o mestre para adiantar que não, ele não achava.

E esta é a minha teoria. Um das maiores novidades da internet – digo do mundo da internet como um todo – foi a possibilidade da confrontação real. O máximo de confrontação que o Chico, por exemplo, já deve ter tido, deve ter sido em algum show ou algo que o valha. E em um show onde quem vai já vai porque gosta dele. Na internet não. Na internet as pessoas dão de cara com inúmeras outras pessoas que podem livremente visitar qualquer lugar, e lá, esculhambar quem melhor lhes convier. A internet chegou para acabar com a nossa ilusão de que éramos uma unanimidade mundial – ainda que somente no nosso bairro.

Quando a internet levou as opiniões sobre nós para além da turma da escola ou do bar da esquina, a coisa ficou feia. Como assim havia gente no mundo que não só não gostava da gente como tinha coragem de nos falar isso!? Como assim nós não somos mais unanimidade, amados e bajulados por todos? Isso não é admissível! Que tipo de coisa horrorosa é essa internet que traz até nós pessoas que não concordam com a gente, que não nos adoram, e pasmem, que nos criticam?!

Mas nós adoramos criticar. Falamos mal do Chico, do Restart, do Fiuk, da Xuxa, do Mano Menezes, mas se alguém nos critica, logo gritamos que é inveja, dor de cotovelo, falta de sexo etc. Afinal de contas, negociata é todo bom negócio para o qual não fomos convidados, como diria o Verissimo. No mundo da internet, invejosos são todos aqueles que não nos elogiam. Maldita inclusão digital.

O conhecimento liberta. Saiba mais. Siga-nos no Telegram.

A você que chegou até aqui, agradecemos muito por valorizar nosso conteúdo. Ao contrário da mídia corporativa, o Brasil 247 e a TV 247 se financiam por meio da sua própria comunidade de leitores e telespectadores. Você pode apoiar a TV 247 e o site Brasil 247 de diversas formas. Veja como em brasil247.com/apoio

Comentários

Os comentários aqui postados expressam a opinião dos seus autores, responsáveis por seu teor, e não do 247

WhatsApp Facebook Twitter Email