"Maricas é a PQP", diz brasileira que perdeu marido para a Covid

Brasileira Vanda Célia Oliveira relata a morte do marido, seu próprio sofrimento com a perda e se revolta com discurso de Bolsonaro

Brasileira que perdeu o marido para a Covid se revolta com discurso de Bolsonaro.
Brasileira que perdeu o marido para a Covid se revolta com discurso de Bolsonaro. (Foto: Reprodução)
Siga o Brasil 247 no Google News Assine a Newsletter 247

247 - A postagem de uma brasileira que perdeu o marido para a pandemia de coronavírus tem repercutido muito nesta quarta-feira (11) no Twitter. Vanda Célia Oliveira revoltou-se com o discurso de Jair Bolsonaro: "maricas é a PQP".

"Há quase um mês, meu marido Alberto Coura morreu de sequelas da Covid 19. Enfrentou a doença com valentia durante 84 dias na UTI. Desde então, sofro que nem cachorro e luto pra ver se também não morro. Não gosto de ser rude, mas hoje, peço licença para dizer que 'maricas' é a puta que pariu", postou Vanda, com uma foto do marido e do filho.

Em outro tuíte, numa resposta à jornalista Elena Landau, ela complementa: "Oh Elena, obrigada pela solidariedade. Foram 40 anos juntos. Um deserto nasceu em mim e vou conviver com ele para sempre".

Em discurso no Palácio do Planalto nesta terça, Bolsonaro disse que o Brasil não pode ser um "país de maricas", ao falar de mortes para a Covid-19. “Tudo agora é pandemia. Lamento os mortos, lamento. Todos nós vamos morrer um dia, aqui todo mundo vai morrer um dia... Não adianta fugir disso, da realidade. Tem que deixar de ser um país de maricas, pô”, disse.

O conhecimento liberta. Saiba mais

A você que chegou até aqui, agradecemos muito por valorizar nosso conteúdo. Ao contrário da mídia corporativa, o Brasil 247 e a TV 247 se financiam por meio da sua própria comunidade de leitores e telespectadores. Você pode apoiar a TV 247 e o site Brasil 247 de diversas formas. Veja como em brasil247.com/apoio

Comentários

Os comentários aqui postados expressam a opinião dos seus autores, responsáveis por seu teor, e não do 247