Mark Zuckerberg terá de se explicar ao Parlamento britânico

O Parlamento britânico solicitou ao fundador do Facebook, Mark Zuckerberg, que testemunhe diante dos parlamentares no dia 24 de maio. Se não comparecer, o empreendedor será intimado assim que estiver em território britânico; de acordo com Mirror, o chefe do comitê, Damian Collins, pediu que a empresa de Zuckerberg respondesse a 39 perguntas antes dessa data

O Parlamento britânico solicitou ao fundador do Facebook, Mark Zuckerberg, que testemunhe diante dos parlamentares no dia 24 de maio. Se não comparecer, o empreendedor será intimado assim que estiver em território britânico; de acordo com Mirror, o chefe do comitê, Damian Collins, pediu que a empresa de Zuckerberg respondesse a 39 perguntas antes dessa data
O Parlamento britânico solicitou ao fundador do Facebook, Mark Zuckerberg, que testemunhe diante dos parlamentares no dia 24 de maio. Se não comparecer, o empreendedor será intimado assim que estiver em território britânico; de acordo com Mirror, o chefe do comitê, Damian Collins, pediu que a empresa de Zuckerberg respondesse a 39 perguntas antes dessa data (Foto: Leonardo Lucena)

Agência Sputnik 

O Parlamento britânico solicitou ao fundador do Facebook, Mark Zuckerberg, que testemunhe diante dos parlamentares no dia 24 de maio. Se não comparecer, o empreendedor será intimado assim que estiver em território britânico.

O Comitê de Cultura, Mídia e Esportes do Parlamento Britânico informou a Zuckerberg que ele tem até 11 de maio para responder a solicitação.

De acordo com Mirror, o chefe do comitê, Damian Collins, pediu que a empresa de Zuckerberg respondesse a 39 perguntas antes dessa data.

Em uma carta para o chefe de política do Facebook no Reino Unido, Rebecca Stimson, Collins observa que o órgão britânico pede a "Zuckerberg para vir a Londres" durante a sua vinda para Europa, quando este deporá para o Parlamento Europeu.

"Esperamos que ele [Mark Zuckerberg] responda positivamente ao nosso pedido, já que, caso contrário, o comitê apresentará uma intimação na próxima vez que ele estiver no Reino Unido", diz a carta.

No início de abril, Mark Zuckerberg respondeu as perguntas dos parlamentares no Congresso dos EUA e deu explicações sobre o vazamento de dados pessoais de usuários para a empresa de consultoria Cambridge Analytica.

Conheça a TV 247

Ao vivo na TV 247 Youtube 247