Mello Franco: Cunha só será detido por Janot

“Denunciado por corrupção há quase quatro meses, Cunha já demonstrou que é capaz de tudo para obstruir o processo no Conselho de Ética. Só será parado se o procurador Rodrigo Janot pedir a intervenção do Supremo Tribunal Federal”, disse o colunista Bernardo Mello Franco; ele destacou um discurso de Jarbas Vasconcelos na Câmara (PMDB-PE) que cobra ação do MP: "Até agora a PGR não se pronuncia sobre esse escárnio"

“Denunciado por corrupção há quase quatro meses, Cunha já demonstrou que é capaz de tudo para obstruir o processo no Conselho de Ética. Só será parado se o procurador Rodrigo Janot pedir a intervenção do Supremo Tribunal Federal”, disse o colunista Bernardo Mello Franco; ele destacou um discurso de Jarbas Vasconcelos na Câmara (PMDB-PE) que cobra ação do MP: "Até agora a PGR não se pronuncia sobre esse escárnio"
“Denunciado por corrupção há quase quatro meses, Cunha já demonstrou que é capaz de tudo para obstruir o processo no Conselho de Ética. Só será parado se o procurador Rodrigo Janot pedir a intervenção do Supremo Tribunal Federal”, disse o colunista Bernardo Mello Franco; ele destacou um discurso de Jarbas Vasconcelos na Câmara (PMDB-PE) que cobra ação do MP: "Até agora a PGR não se pronuncia sobre esse escárnio" (Foto: Roberta Namour)
Siga o Brasil 247 no Google News Assine a Newsletter 247

247 – O colunista Bernardo Mello Franco disse que só a Procuradoria-Geral da República pode deter Eduardo Cunha na Câmara:

“Denunciado por corrupção há quase quatro meses, Cunha já demonstrou que é capaz de tudo para obstruir o processo no Conselho de Ética. Só será parado se o procurador Rodrigo Janot pedir a intervenção do Supremo Tribunal Federal”, disse o colunista Bernardo Mello Franco.

Ele destacou um discurso de Jarbas Vasconcelos na Câmara (PMDB-PE) que cobra ação do MP: "Até agora a PGR não se pronuncia sobre esse escárnio". "Ele fez e faz chantagem. Chantageou a oposição. Chantageou o PT. Chantageou a presidente da República", afirmou o deputado (leia aqui).

O conhecimento liberta. Saiba mais. Siga-nos no Telegram.

A você que chegou até aqui, agradecemos muito por valorizar nosso conteúdo. Ao contrário da mídia corporativa, o Brasil 247 e a TV 247 se financiam por meio da sua própria comunidade de leitores e telespectadores. Você pode apoiar a TV 247 e o site Brasil 247 de diversas formas. Veja como em brasil247.com/apoio

Comentários

Os comentários aqui postados expressam a opinião dos seus autores, responsáveis por seu teor, e não do 247

WhatsApp Facebook Twitter Email