Merval diz que há corrupção militar no Ministério da Saúde

"Tudo leva a crer, está montado lá dentro um grupo que controla as compras de medicamentos. O mais grave é que, nesse grupo, estão muitos militares", diz ele

www.brasil247.com -
(Foto: Reprodução | ABr)


247 – O jornalista Merval Pereira, do Globo, dedica sua coluna desta quinta-feira ao tema da corrupção militar no governo de Jair Bolsonaro. "Como uma pessoa como o cabo Dominguetti, que não sabe se expressar, escreve português errado, está à frente de um negócio de R$ 1,5 bilhão? A troco de que ele tem acesso ao segundo na hierarquia do Ministério da Saúde?", questiona.

"Por essas e outras, não tivemos vacinas no tempo certo. As negociações sérias não encontraram caminhos no ministério, porque certamente, tudo leva a crer, está montado lá dentro um grupo que controla as compras de medicamentos. O mais grave é que, nesse grupo, estão muitos militares, de todas as patentes. Teoricamente, o general Pazuello, quando assumiu a Saúde, chamou-os para controlar a situação que já existia, e muitos foram cooptados pelos esquemas já estabelecidos", afirma.

"Há grupos de atravessadores de qualquer negócio. O tenente-coronel Marcelo Blanco, outro ex-membro da direção do ministério que descobriu sua veia de negociador, saiu e criou uma empresa de venda de insumos médicos, negocia de vacina a criptomoeda; e o cabo da PM Dominguetti, da mesma forma, nas horas vagas faz negócios com o alto escalão da Saúde auxiliado por militares seus superiores", finaliza.

Inscreva-se no canal de cortes da TV 247 e saiba mais:

O conhecimento liberta. Quero ser membro. Siga-nos no Telegram.

A você que chegou até aqui, agradecemos muito por valorizar nosso conteúdo. Ao contrário da mídia corporativa, o Brasil 247 e a TV 247 se financiam por meio da sua própria comunidade de leitores e telespectadores. Você pode apoiar a TV 247 e o site Brasil 247 de diversas formas. Veja como em brasil247.com/apoio

Apoie o 247

Comentários

Os comentários aqui postados expressam a opinião dos seus autores, responsáveis por seu teor, e não do 247

Cortes 247

WhatsApp Facebook Twitter Email