Na Inglaterra, país livre, jornalistas são indiciados

Rebekah Brooks, ex-editora-chefe de um jornal de Rupert Murdoch, e Andy Coulson, ex-chefe de Imprensa do premiê David Cameron, serão julgados por crimes relacionados a grampos telefônicos

Na Inglaterra, país livre, jornalistas são indiciados
Na Inglaterra, país livre, jornalistas são indiciados (Foto: REUTERS/Stefan Wermuth)

Portal Imprensa

- Nesta terça-feira 24, ex-jornalistas do extinto tabloide britânico News of the World ficaram sabendo que enfrentarão acusações criminais pelo escândalo dos grampos telefônicos, informou o jornal britânico The Guardian. A Justiça do Reino Unido decidiu indiciar o ex-chefe de Imprensa do primeiro-ministro britânico David Cameron e a ex-editora-chefe de um jornal de Rupert Murdoch, informou a Folha de S. Paulo.

Andy Coulson, ex-chefe de Imprensa de Cameron e a jornalista Rebekah Brooks serão julgados por crimes relacionados aos grampos telefônicos. Os delitos teriam sido cometidos durante o período em que ambos trabalharam no extinto tabloide News of the World. Outros seis jornalistas que ocupavam altos cargos no jornal também serão indiciados.

 

Brasil 247 lança concurso de contos sobre a quarentena do coronavírus. Participe do concurso

Comentários

Os comentários aqui postados expressam a opinião dos seus autores, responsáveis por seu teor, e não do 247