Nassif: Diálogos mostram que Teori era o último empecilho à Lava Jato

Segundo o jornalista Luis Nassif, o diálogo entre Sérgio Moro e Deltan Dallagnol "é a consagração do finado Ministro Teori Zavascki"; "De fato, ele seria um freio para o atrevimento da Lava Jato. Tinha firmeza, isenção, respeitabilidade e autoridade, mesmo não levando adiante a punição a Moro no episódio do vazamento das conversas de Lula e Dilma", diz

(Foto: Dir.: Agência Brasil)

247 - Em análise publicada no Jornal GGN, Luiz Nassif afirma que "os diálogos revelados pela parceria Folha-Intercept na edição de hoje do jornal, mostrando as articulações Sergio Moro-Deltan Dallagnol para contornar os incômodos com o Supremo Tribunal Federal (STF) confirmam algumas suspeitas da época".

"O diálogo é a consagração do finado Ministro Teori Zavascki. De fato, ele seria um freio para o atrevimento da Lava Jato. Tinha firmeza, isenção, respeitabilidade e autoridade, mesmo não levando adiante a punição a Moro no episódio do vazamento das conversas de Lula e Dilma", diz.

"Sua substituição por Luiz Edson Fachin era tudo o que faltava para a consumação da grande operação jurídico-política. Essa constatação certamente ressuscitará outras 'teorias conspiratórias'".

Conheça a TV 247

Ao vivo na TV 247 Youtube 247