Nassif: se houvesse lei contra abuso de autoridade, juiz que prendeu Garotinho seria preso

"Se a lei de abuso de autoridade estivesse em vigor, o juiz que ordenou a prisão do casal Garotinho seria imediatamente preso, assim como os promotores estaduais que solicitaram", escreve Luis Nassif no Jornal GGN. De acordo com o jornalista, "a perseguição à família Garotinho é um dos episódios mais abusivos de um país que não respeita nenhuma forma de direito individual"

247 - "Se a lei de abuso de autoridade estivesse em vigor, o juiz que ordenou a prisão do casal Garotinho seria imediatamente preso, assim como os promotores estaduais que solicitaram", escreve Luis Nassif no Jornal GGN. De acordo com o jornalista, "a perseguição à família Garotinho é um dos episódios mais abusivos de um país que não respeita nenhuma forma de direito individual".

"Garotinho tem duas características. A primeira, é valente até o limite da temeridade. Enfrenta juízes influentes, como os Zveiters, a Globo, os tribunais. A segunda é que não tem padrinhos. Não tem a solidariedade da esquerda, por não ser um esquerdista típico, nem de personalidades públicas, por ser um político paroquial e se indispor com a Globo, não desperta solidariedade de ministros de tribunais superiores nem de porta-vozes dos direitos humanos. Esses dois aspectos o tornam um alvo fácil para as represálias do Judiciário".

Leia a íntegra no GGN

Conheça a TV 247

Mais de Mídia

Ao vivo na TV 247 Youtube 247