New York Times diz que Bolsonaro fez desmoronar reputação ambiental do Brasil

O jornal estadunidense The New York Times publicou neste sábado (24), reportagem destacando que os incêndios que ocorrem este ano na Amazônia atingem uma escala não vista em quase uma década em igual intervalo, e que o descaso do governo Bolsonaro derruba a reputação ambiental que o Brasil tinha adquirido

247 - O jornal estadunidense The New York Times publicou neste sábado reportagem destacando que os incêndios que ocorrem este ano na Amazônia atingem uma escala não vista em quase uma década em igual intervalo.  

Citando especialistas e agências de dados por satélite, o jornal afirma que o número de incêndios no trecho brasileiro da floresta tropical é o maior desde 2010. “O número de incêndios na Amazônia até o momento neste ano, 40.341, é o maior desde 2010 e cerca de 35% maior que a média dos oito primeiros meses do ano”, informa The New York Times.  

No início dos anos 2000 o número de incêndios era superior ao registrado nos primeiros sete meses deste ano, mas a taxa de desmatamento levou o Brasil a adotar um “conjunto ambicioso de políticas para preservar a Amazônia e outras áreas ambientalmente sensíveis”.

“Muitas dessas medidas foram corroídas no relógio de Bolsonaro”, ressalta o artigo.  O jornal relata que a atenção internacional está voltada ao Brasil, também pelo fato de o país ser líder em aliar proteção ambiental às florestas tropicais e desenvolvimento econômico. “Essa reputação suada vem desmoronando na era de Bolsonaro”, pontua a reportagem.  

O jornal diz que o pronunciamento feito na sexta-feira  em rede nacional de televisão por Jair Bolsonaro foi um "acerto de contas” com a população, em meio a possíveis retaliações comerciais a uma economia que ainda se recupera de uma “brutal recessão”.   

A reportagem também cita as desavenças entre o presidente francês Emmanuel Mácron e o ocupante do Palácio do Planalto.

Conheça a TV 247

Ao vivo na TV 247 Youtube 247