New York Times volta a destacar corrupção da Globo

Denúncias do empresário argentino Alejandro Burzaco, de que a Globo pagou propina para obter direitos de transmissão de jogos de futebol, voltou a ser destaque no jornal norte-americano, desta vez com a revelação de que a emissora pagou US$ 15 milhões (R$ 50 milhões) para obter os direitos das Copas de 2026/2030

Denúncias do empresário argentino Alejandro Burzaco, de que a Globo pagou propina para obter direitos de transmissão de jogos de futebol, voltou a ser destaque no jornal norte-americano, desta vez com a revelação de que a emissora pagou US$ 15 milhões (R$ 50 milhões) para obter os direitos das Copas de 2026/2030
Denúncias do empresário argentino Alejandro Burzaco, de que a Globo pagou propina para obter direitos de transmissão de jogos de futebol, voltou a ser destaque no jornal norte-americano, desta vez com a revelação de que a emissora pagou US$ 15 milhões (R$ 50 milhões) para obter os direitos das Copas de 2026/2030 (Foto: Gisele Federicce)
Siga o Brasil 247 no Google News Assine a Newsletter 247

247 - A Globo voltou a ser destaque no jornal no principal jornal do mundo, o The New York Times, por conta das denúncias de corrupção contra a emissora.

Nesta quarta-feira 15, o empresário argentino Alejandro Burzaco, delator em investigação sobre o caso nos Estados Unidos e ex-presidente da empresa Torneos Y Competencias, revelou que a Globo pagou US$ 15 milhões (R$ 50 milhões) para obter os direitos de transmissão das Copas de 2026/2030.

A corrupção na Globo já havia sido destaque no NYT nesta semana, com as denúncias de que pagou propina para obter direitos de transmissão de jogos da Libertadores e da Sulamericana.

O conhecimento liberta. Saiba mais

A você que chegou até aqui, agradecemos muito por valorizar nosso conteúdo. Ao contrário da mídia corporativa, o Brasil 247 e a TV 247 se financiam por meio da sua própria comunidade de leitores e telespectadores. Você pode apoiar a TV 247 e o site Brasil 247 de diversas formas. Veja como em brasil247.com/apoio

Comentários

Os comentários aqui postados expressam a opinião dos seus autores, responsáveis por seu teor, e não do 247