Nicolelis: país vive tragédia grega do século 21

Em entrevista ao site Tutaméia, o médico e pesquisador Miguel Nicolelis, um dos mais importantes neurocientistas do mundo, afirma que o Brasil vive uma tragédia grega do século 21; ele diz: "Temos provavelmente um dos comportamentos mais peculiares do mundo, que é essa contínua tentativa de autossabotagem ao próprio país, essa autofagia brasileira, esse tiro no pé crônico é único"; para Nicolelis, o objetivo do golpe foi e é claro: " remover qualquer traço de potencial soberania do Brasil"

Miguel Nicolelis
Miguel Nicolelis (Foto: Gustavo Conde)

247 - Em entrevista ao site Tutaméia, o médico e pesquisador Miguel Nicolelis, um dos mais importantes neurocientistas do mundo, afirma que o Brasil vive uma tragédia grega do século 21. Ele diz: "Temos provavelmente um dos comportamentos mais peculiares do mundo, que é essa contínua tentativa de autossabotagem ao próprio país, essa autofagia brasileira, esse tiro no pé crônico é único". Para Nicolelis, o objetivo do golpe foi e é claro: " remover qualquer traço de potencial soberania do Brasil".

Nicolelis é um dos mais importantes cientistas do mundo. Membro das Academias de Ciência brasileira, francesa e do Vaticano, doutor em Medicina pela USP, ele recebeu mais de 30 prêmios internacionais. Desde 1994, é professor da Duke University, nos EUA. Ficou mais conhecido do grande público quando, na abertura da Copa de 2014, Juliano Pinto, paraplégico havia dez anos, deu o chute de abertura dos jogos. Três metros atrás de Juliano estava Nicolelis, idealizador (com John Chapin) do paradigma cérebro-máquina que proporcionou a realização do inédito e revolucionário movimento.

Leia mais aqui no site TUTAMÉIA, dos jornalistas Eleonora de Lucena e Rodolfo Lucena.

Ao vivo na TV 247 Youtube 247