"No Brasil o Exército ficará contra o golpe de Bolsonaro?", questiona Cynara Menezes

“A grande pergunta”, de acordo com a jornalista, é se Bolsonaro “vai largar o osso” se perder a eleição de 2022, “porque aqui não é os Estados Unidos, onde o Trump deu um golpe e o Exército ficou contra o golpe”. Assista na TV 247

Cynara Menezes e militares
Cynara Menezes e militares (Foto: Felipe L. Gonçalves/Brasil247 | Fernando Frazão/Agência Brasil)
Siga o Brasil 247 no Google News

247 - A jornalista Cynara Menezes, em entrevista à TV 247, questionou se Jair Bolsonaro terá ou não o apoio das Forças Armadas para um golpe após as eleições de 2022.

Para ela, já é certo que Bolsonaro perderá o próximo pleito, e provavelmente para o ex-presidente Lula (PT). “A grande pergunta é se o Bolsonaro vai largar o osso. Depois que ele tomar uma sova do Lula, eu quero ver se ele vai largar o osso. Essa é a pergunta. O Bolsonaro fala tanto que as urnas são fraudadas, mas se ele pudesse, ele fraudava as urnas para ganhar a eleição. Ele disse que só sai do poder morto, que só Deus tira ele do cargo. Essas coisas são perigosas. O que a gente tem que perguntar é se terão aventureiros nas Forças Armadas que vão se unir ao golpe que o Bolsonaro vai dar depois que ele perder, porque ele vai perder. Ele vai tomar uma surra”.

As afirmações de que Bolsonaro não encontra respaldo entre os militares para um golpe, de acordo com a jornalista, não se sustentam. “Eu vejo muita gente de esquerda dizendo que ele [Bolsonaro] não tem bala na agulha, que ele não tem apoio dentro das Forças Armadas, mas até hoje eu não vi gente nas Forças Armadas falando o contrário. A gente só vê gente das Forças Armadas do lado dele. Então enquanto não parecer gente contra ele, a grande pergunta é se essa gente vai largar o osso, porque aqui não é os Estados Unidos, onde o Trump deu um golpe e o exército ficou contra o golpe. Aqui o Exército ficará contra o golpe de Bolsonaro? Não sei”.

PUBLICIDADE

Assine o 247, apoie por Pix, inscreva-se na TV 247, no canal Cortes 247 e assista:

PUBLICIDADE

O conhecimento liberta. Saiba mais. Siga-nos no Telegram.

A você que chegou até aqui, agradecemos muito por valorizar nosso conteúdo. Ao contrário da mídia corporativa, o Brasil 247 e a TV 247 se financiam por meio da sua própria comunidade de leitores e telespectadores. Você pode apoiar a TV 247 e o site Brasil 247 de diversas formas. Veja como em brasil247.com/apoio

Apoie o 247

Comentários

Os comentários aqui postados expressam a opinião dos seus autores, responsáveis por seu teor, e não do 247

PUBLICIDADE

Cortes 247

PUBLICIDADE
WhatsApp Facebook Twitter Email