Noblat diz que Temer será comido pela própria esperteza

O colunista Ricardo Noblat, da Veja, afirma que a trapalhada de Fernando Segóvia é culpa do próprio Michel Temer, a quem descreve como "conspirador"; "Não pode ser bobo quem conspirou com êxito para derrubar uma presidente, assumir seu cargo, aprovar medidas impopulares no Congresso, e safar-se de duas denúncias de corrupção", diz ele; "Salve, Temer! – por ter posto na Polícia Federal um diretor-geral para chamar de seu. Em compensação, como esperteza em excesso engole o esperto, ele arrisca-se a ser alvo de mais uma denúncia de corrupção", diz Nobla

O colunista Ricardo Noblat, da Veja, afirma que a trapalhada de Fernando Segóvia é culpa do próprio Michel Temer, a quem descreve como "conspirador"; "Não pode ser bobo quem conspirou com êxito para derrubar uma presidente, assumir seu cargo, aprovar medidas impopulares no Congresso, e safar-se de duas denúncias de corrupção", diz ele; "Salve, Temer! – por ter posto na Polícia Federal um diretor-geral para chamar de seu. Em compensação, como esperteza em excesso engole o esperto, ele arrisca-se a ser alvo de mais uma denúncia de corrupção", diz Nobla
O colunista Ricardo Noblat, da Veja, afirma que a trapalhada de Fernando Segóvia é culpa do próprio Michel Temer, a quem descreve como "conspirador"; "Não pode ser bobo quem conspirou com êxito para derrubar uma presidente, assumir seu cargo, aprovar medidas impopulares no Congresso, e safar-se de duas denúncias de corrupção", diz ele; "Salve, Temer! – por ter posto na Polícia Federal um diretor-geral para chamar de seu. Em compensação, como esperteza em excesso engole o esperto, ele arrisca-se a ser alvo de mais uma denúncia de corrupção", diz Nobla (Foto: Aquiles Lins)

247 - O colunista Ricardo Noblat, da Veja, afirma neste domingo, 11, que a trapalhada do chefe da Polícia Federal, Fernando Segóvia, de que a tendência na PF é arquivar o inquérito contra Michel Temer relacionado ao esquema nos portos é culpa do próprio Temer. 

Noblat descreve Temer como "conspirador". "Não pode ser bobo quem conspirou com êxito para derrubar uma presidente, assumir seu cargo, aprovar medidas impopulares no Congresso, e safar-se de duas denúncias de corrupção", diz ele.

"Salve, Temer! – por ter posto na Polícia Federal um diretor-geral para chamar de seu. Em compensação, como esperteza em excesso engole o esperto, ele arrisca-se a ser alvo de mais uma denúncia de corrupção", diz Noblat. 

Segundo Noblat, Segóvia precipitou-se em inocentar Temer. "Não deveria tê-lo feito. Não poderia tê-lo feito. Primeiro porque o inquérito está longe de ser concluído. Segundo porque a Polícia Federal é um órgão do Estado, não do governo, e assim deve se comportar. E assim tem-se comportado há tempos, constrangendo uma Justiça lerda por natureza e cega por conveniência, animando os que desejam que a lei seja aplicada a ricos e pobres, negros, pardos e brancos", diz ele. 

"Culpa de Segóvia, estamos de acordo, afilhado de José Sarney, Renan Calheiros e outros nomes do PMDB. Mas culpa original de Temer, incapaz de entender que o país mudou apesar dele e dos seus semelhantes".

Leia o artigo na íntegra.

Conheça a TV 247

Mais de Mídia

Ao vivo na TV 247 Youtube 247