Noblat manda general Villas Bôas calar a boca

Jornalista Ricardo Noblat criticou a tentativa de o assessor especial do Gabinete de Segurança Institucional (GSI), o general Eduardo Villas Bôas, intimidar o STF. "Por que não te calas, general?", escreveu Noblat no Twitter

247 - Em sua coluna publicada em Veja, o jornalista Ricardo Noblat criticou a tentativa de o assessor especial do Gabinete de Segurança Institucional (GSI), o general Eduardo Villas Bôas, intimidar o Supremo Tribunal Federal às vésperas do julgamento sobre a validade ou não da prisão após condenação em segunda instância. "Por que não te calas, general?", escreveu Noblat no Twitter.

Na mesma rede social, o general sinalizou sua posição favorável à prisão após condenação em segunda instância, como foi o caso do ex-presidente Lua, que se encontra detido em Curitiba (PR). "É preciso manter a energia que nos move em direção à paz social, sob pena de que o povo brasileiro venha a cair outra vez no desalento e na eventual convulsão social", disse Villas Bôas.

Na coluna, o jornalista destaca que, "com seu poder avassalador alimentado pela justa indignação dos brasileiros com a corrupção, a Lava Jato atropelou o Supremo e a prisão em segunda instância passou a ser obrigatória".

"A única coisa que o ele não poderia fazer, não deveria fazer é votar para atender às pressões de quem quer que seja – das ruas, de um general com ou sem tropas, ou dos idiotas das redes sociais", continua.

"Se o Supremo quiser mudar seu entendimento poderá fazê-lo mesmo que se insinue que só mudou para beneficiar Lula. Nada de melhor foi inventado até aqui para substituir o Supremo", complementa Noblat.





Ao vivo na TV 247 Youtube 247