Nova lambança da TIM. Agora, em sala de aula

Operadora sugere a estudantes que enviem SMS a amigos de dentro da escola e sugere “cuidado pro professor não pegar você ;)”; dias atrás, o presidente do Conselho de Administração da empresa, Manoel Horácio, foi à televisão falar dos investimentos no Brasil; Paulo Bernardo vê “caso de polícia”

Nova lambança da TIM. Agora, em sala de aula
Nova lambança da TIM. Agora, em sala de aula (Foto: Folhapress_Divulgação)
Siga o Brasil 247 no Google News Assine a Newsletter 247

247 – A TIM, aparentemente, cultua a malandragem no Brasil. É acusada de derrubar propositalmente suas chamadas, pode ser multada em R$ 6 milhões por isso e sua operação no Brasil já começa a ser comparada a um “caso de polícia” pelo ministro das Comunicações, Paulo Bernardo.

O culto à esperteza chegou também às salas de aula. Numa mensagem de marketing, os celulares da TIM disparam um SMS aos alunos sugerindo que eles passem mensagens, de dentro da sala de aula, aos amigos. “Soh cuidado pro professor não pegar você ;)”, sugere a operadora, que tenta replicar o modo como os jovens se comunicam na internet.

Depois de ter sido proibida de vender novas linhas em 19 estados e de ser acusada de derrubar propositalmente suas ligações, para ampliar sua receita, a empresa italiana também estaria buscando ganhos de receita com mais envio de SMS nas escolas.

Do jeito que a coisa vai, logo os executivos da TIM, a começar pelo executivo Manoel Horácio, que preside o conselho e foi à televisão falar dos investimentos da empresa, estarão tendo que se explicar diante de uma CPI, cujo pedido para instalação já foi protocolado.

O conhecimento liberta. Saiba mais. Siga-nos no Telegram.

A você que chegou até aqui, agradecemos muito por valorizar nosso conteúdo. Ao contrário da mídia corporativa, o Brasil 247 e a TV 247 se financiam por meio da sua própria comunidade de leitores e telespectadores. Você pode apoiar a TV 247 e o site Brasil 247 de diversas formas. Veja como em brasil247.com/apoio

Comentários

Os comentários aqui postados expressam a opinião dos seus autores, responsáveis por seu teor, e não do 247

WhatsApp Facebook Twitter Email