NYT condena discurso de Bolsonaro na ONU em defesa do tratamento precoce

Jair Bolsonaro defendeu o "uso de drogas ineficazes para tratar o coronavírus", destaca o jornal The New York Times sobre o discurso dele na ONU. Bolsonaro "liderou uma das respostas mais criticadas do mundo à pandemia", afirmou a publicação

www.brasil247.com - Jair Bolsonaro
Jair Bolsonaro (Foto: REUTERS/Eduardo Munoz/Pool | Reprodução)


247 - Mais importante jornal dos Estados Unidos, o The New York Times criticou o pronunciamento de Jair Bolsonaro feito na Assembleia-Geral das Nações Unidas (ONU) nesta terça-feira (21). 

"O presidente Jair Bolsonaro do Brasil deu início à Assembleia Geral das Nações Unidas na terça-feira, defendendo o uso de drogas ineficazes para tratar o coronavírus e resistindo às críticas ao desempenho ambiental de seu governo", destacou a reportagem.

De acordo com a publicação, Bolsonaro "liderou uma das respostas mais criticadas do mundo à pandemia". "Bolsonaro minimizou repetidamente a ameaça que o vírus representava, criticou as medidas de quarentena e foi multado por se recusar a usar máscara na capital", disse o NYT.  

CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE

"Seu governo demorou a garantir o acesso às vacinas contra o coronavírus, mesmo com o vírus sobrecarregando hospitais em todo o país. Covid-19 já matou mais de 590.000 pessoas no Brasil", continuou.

CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE

Inscreva-se no canal de cortes da TV 247 e saiba mais:

CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE

CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE

O conhecimento liberta. Saiba mais. Siga-nos no Telegram.

A você que chegou até aqui, agradecemos muito por valorizar nosso conteúdo. Ao contrário da mídia corporativa, o Brasil 247 e a TV 247 se financiam por meio da sua própria comunidade de leitores e telespectadores. Você pode apoiar a TV 247 e o site Brasil 247 de diversas formas. Veja como em brasil247.com/apoio

Apoie o 247

Comentários

Os comentários aqui postados expressam a opinião dos seus autores, responsáveis por seu teor, e não do 247

CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE
CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE

Cortes 247

CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE
CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE
CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE
CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE
CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE
WhatsApp Facebook Twitter Email