NYT contra o pombo-correio

Jornal pede ao Twitter que exclua conta que d acesso a seus contedos sem custos

Siga o Brasil 247 no Google News Assine a Newsletter 247

O jornal The New York Times nem imaginava os problemas que enfrentaria ao anunciar seu plano de assinatura digital, na quinta-feira, 17. O último episódio envolve um pedido de ajuda do diário ao Twitter, onde foi criado um perfil que publicava conteúdos do jornal, a torto e a direita, para que todos tivessem acesso fora do plano de assinatura. O pedido já foi atendido.

A assinatura digital permitirá aos leitores acessarem um limite de 20 artigos mensais sem qualquer cobrança. Acima disso, apenas pagando o plano mensal, que vai de US$ 15 a US$ 35. Porém, quando os textos do site do jornal são acessados através de links veiculados em redes sociais como Twitter e Facebook, o acesso não é contabilizado.

A descrição da conta já declarava o propósito a que vinha: “Artigos do NYTimes da forma como publicados. Leia mais de 20 artigos por mês. Conteúdo provido pelo The New York times”. De acordo com uma reportagem publicada no site da revista Forbes, o jornal pediu ao site que desabilitasse a conta e que ainda ficasse de olho para que outros perfis similares não fossem criados, com o objetivo de esquivar os leitores dos planos do NYT.

Os canadenses também já se vingaram. Uma nota publicada no Neiman Journalism Lab – projeto colaborativo da Universidade de Harvard – anunciava a criação de um aplicativo para a web que “em um clique, liberta as barreiras do plano de assinatura do NYT”. O app foi criado por um programador do Canadá, o primeiro país a receber os planos de assinatura do jornal, antes mesmo dos Estados Unidos.

O conhecimento liberta. Saiba mais

A você que chegou até aqui, agradecemos muito por valorizar nosso conteúdo. Ao contrário da mídia corporativa, o Brasil 247 e a TV 247 se financiam por meio da sua própria comunidade de leitores e telespectadores. Você pode apoiar a TV 247 e o site Brasil 247 de diversas formas. Veja como em brasil247.com/apoio

Comentários

Os comentários aqui postados expressam a opinião dos seus autores, responsáveis por seu teor, e não do 247