O novo som da Apple

Gigante fecha acordo com Warner, Sony e EMI para seu servio de armazenamento de msicas; Amazon e Google lanaram produtos similares, mas sem qualquer parceria

Siga o Brasil 247 no Google News Assine a Newsletter 247

247 – O que parecia impossível começa a se tornar realidade. O serviço de armazenamento de músicas na nuvem da Apple não tem informações oficiais sobre data de lançamento e preço a ser cobrado, mas já mostrou que deu um passo importante. A gigante de Steve Jobs conseguiu fechar acordo com as gravadoras Warner Music, EMI e Sony – um feito que pode ser visto com admiração, já que as grandes gravadoras não têm demonstrado apoio quanto a este tipo de produto. Há poucas semanas, a Amazon e o Google lançaram, sem acordos com a indústria da música, serviços com funções similares – o Cloud Drive e o Google Music –, que atuarão como os principais concorrentes da empresa da maçã. Sendo a Bloomberg, a Apple também está negociando com a Universal.

O acordo com as gravadoras parecia algo improvável. Tanto a Amazon quanto o Google não só não fecharam este tipo de acordo como alegam não precisarem fazê-lo, visto que oferecem apenas um software para armazenamento e que os arquivos de áudio já foram todos adquiridos pelos usuários. O produto a ser lançado pela Apple permite fazer download de músicas e armazená-las em uma espécie de biblioteca virtual na nuvem – termo da informática utilizado para denominar um ambiente da rede que possui uma imensidão de dados, mas não é físico –, para ser ouvida via tecnologia streaming. O serviço poderá ser acessado de qualquer aparelho que tenha o sistema da empresa, como iPhone, iPad, iPod, MacBook, iMac etc.

Segundo nota da Bloomberg, os planos do novo sistema podem se tornar públicos na conferência de desenvolvedores da empresa, a ser realizada no próximo dia 6. Uma suspeita, segundo reportagem da agência, é de que o serviço de armazenamento faça parte da plataforma MobileMe, que guardará fotos, contatos e outros arquivos e permitirá acessá-los da web. O sistema fará com que a Apple ganhe força na concorrência com o Google, dono da plataforma móvel que atualmente domina o mercado, o Android. A Apple já é atualmente a maior revendedora de músicas nos Estados Unidos, por meio do iTunes.

O conhecimento liberta. Saiba mais. Siga-nos no Telegram.

A você que chegou até aqui, agradecemos muito por valorizar nosso conteúdo. Ao contrário da mídia corporativa, o Brasil 247 e a TV 247 se financiam por meio da sua própria comunidade de leitores e telespectadores. Você pode apoiar a TV 247 e o site Brasil 247 de diversas formas. Veja como em brasil247.com/apoio

Comentários

Os comentários aqui postados expressam a opinião dos seus autores, responsáveis por seu teor, e não do 247

WhatsApp Facebook Twitter Email