O sucesso do Brasil 247

Em seis meses de veiculação, site já é um marco para a mídia eletrônica

Siga o Brasil 247 no Google News Assine a Newsletter 247

Lisboa – O jornalista Leonardo Attuch e este seu Brasil 247, site pioneiro em informação para iPad e outros tablets, atingiu 2,8 milhões de visitantes únicos e 46 milhões de pages views no espaço recorde de seis meses. Está bombando, como diz a garotada. Modesto colaborador da iniciativa, registro com entusiasmo o case, que vem confirmar fórmula infalível no jornalismo: conteúdo de qualidade, firmeza de propósito e compromisso com o leitor resultam em sucesso. 

O 15 de Setembro deste 2011 é um marco para Attuch e seus leitores, mas também para a mídia eletrônica brasileira. Abre espaço para iniciativas, cada vez mais comuns nos Estados Unidos e na Europa, de jornalistas que encontram na Internet o desaguadouro para talentos muitas vezes subestimados pela mídia tradicional.

Do jeito que está é muito bom, e, pelo que ouço, ficará melhor ainda com a adição de conteúdo regional, local, municipal.

Fui prefeito de Manaus (1989-1992) e sei bem o sofrimento dos administradores, num contexto em que as decisões são federais, com forte influência estadual, mas, na hora da aplicação, dependem do desempenho e da chegada de recursos ao Município. Isso se aplica ao jornalismo, onde, já diziam os pioneiros, o tombo na esquina vale mais que o terremoto na China. É por aí que Leonardo se encaminha, em seu planejamento para garantir a expansão do projeto, regiões brasileiras afora.

O Brasil é um País em processo de fortalecimento da Democracia e de desenvolvimento. Gente como Attuch e iniciativas como o Brasil 247 funcionam na vida nacional da mesma forma que alpinistas experientes, precursores, que vão à frente do grupo e fincam as estacas capazes de içar com segurança os demais.

Parabéns. Que venha o primeiro bilhão de pages views e o aplicativo para o Android. O Brasil agradece.

Arthur Virgílio Neto é diplomata e ex-líder do PSDB no Senado

 

Participe da campanha de assinaturas solidárias do Brasil 247. Saiba mais.

Comentários

Os comentários aqui postados expressam a opinião dos seus autores, responsáveis por seu teor, e não do 247