O vermelho tem dono?

A Ambev tentou se apropriar da cor, mas perdeu na Justia. Ainda bem

Siga o Brasil 247 no Google News

247 – Cor da paixão, do socialismo, da fraternidade, das rosas e... da Brahma. Esse era o entendimento da Ambev, maior cervejaria do Brasil, que entrou na Justiça para impedir que um de seus concorrentes, a Itaipava, do grupo Petrópolis, vendesse cervejas também em latas vermelhas. Mas desde quando o vermelho tem dono? Evidentemente, não tem. Por isso mesmo, a juíza Natasha Maculan Adum Dazzi, da 3ª Vara Empresarial do Rio de Janeiro, cassou a liminar que impedia o grupo Petrópolis de vender a Itaipava em latas rubras. “Não houve concorrência desleal”, disse a juíza em sua sentença.

No processo, foram juntadas fotos de diversas cervejas, de várias partes do mundo, que também utilizam a cor vermelha. E note-se que a Itaipava rubra era utilizada apenas numa edição comemorativa, alusiva à Stock Car. Bom, desde a decisão desta segunda-feira, a Justiça brasileira atesta: não existe plágio de cor. Ainda bem.

E para quem gosta da cor da paixão, vale a pena ouvir a canção Vermelho, do Boi Garantido, de Parintins (AM) interpretada por Fafá de Belém:

 

PUBLICIDADE

PUBLICIDADE

O conhecimento liberta. Saiba mais. Siga-nos no Telegram.

A você que chegou até aqui, agradecemos muito por valorizar nosso conteúdo. Ao contrário da mídia corporativa, o Brasil 247 e a TV 247 se financiam por meio da sua própria comunidade de leitores e telespectadores. Você pode apoiar a TV 247 e o site Brasil 247 de diversas formas. Veja como em brasil247.com/apoio

Apoie o 247

Comentários

Os comentários aqui postados expressam a opinião dos seus autores, responsáveis por seu teor, e não do 247

PUBLICIDADE

Cortes 247

PUBLICIDADE
WhatsApp Facebook Twitter Email