Para Kotscho, Nelson Rodrigues tinha razão: os idiotas venceram

Para o jornalista Ricardo Kotscho, Nelson Rodrigues, que "tinha uma obsessão pelos idiotas", "continua mais atual do que nunca"; "E olhem que no tempo dele ainda não existiam as redes sociais, um terreno fértil para os idiotas que ele imortalizou em sua extensa obra", diz Kotscho, citando Bolsonaro e Huck

Para o jornalista Ricardo Kotscho, Nelson Rodrigues, que "tinha uma obsessão pelos idiotas", "continua mais atual do que nunca"; "E olhem que no tempo dele ainda não existiam as redes sociais, um terreno fértil para os idiotas que ele imortalizou em sua extensa obra", diz Kotscho, citando Bolsonaro e Huck
Para o jornalista Ricardo Kotscho, Nelson Rodrigues, que "tinha uma obsessão pelos idiotas", "continua mais atual do que nunca"; "E olhem que no tempo dele ainda não existiam as redes sociais, um terreno fértil para os idiotas que ele imortalizou em sua extensa obra", diz Kotscho, citando Bolsonaro e Huck (Foto: Gisele Federicce)

247 - Para o jornalista Ricardo Kotscho, Nelson Rodrigues, que "tinha uma obsessão pelos idiotas", "continua mais atual do que nunca". Leia um trecho de sua coluna nesta terça-feira 13 de Carnaval:

E olhem que no tempo dele ainda não existiam as redes sociais, um terreno fértil para os idiotas que ele imortalizou em sua extensa obra.

Num país que tem hoje 20 pré-candidatos à Presidência da República, espalhados por mais de 30 partidos, um deles ameaça metralhar a Rocinha para combater a violência se for eleito e os banqueiros nativos batem palmas de pé.

Outros dois presidenciáveis compraram jatinhos com dinheiro público a juros baixos e tem quem defenda este direito como uma oportunidade de mercado, ao mesmo tempo em que blasfemam contra a corrupção.

Leia a íntegra no Balaio do Kotscho.

Conheça a TV 247

Ao vivo na TV 247 Youtube 247