Para Verissimo, golpistas perderam o senso do ridículo

Escritor Fernando Verissimo destaca o “açodamento” para contestar a ofensiva internacional de Dilma Rousseff contra o golpe: “Os ministros do Supremo Celso de Mello e Gilmar Mendes se apressaram a declarar que, ao contrário do que a Dilma poderia dizer na ONU, o impeachment em curso estava longe de ser um golpe. O Senado mandou o senador Aloysio Nunes atrás da Dilma, com a missão de rebater o que ela falasse, fosse o que fosse”; “Dizem que a primeira vítima de uma guerra é sempre a verdade. Se for assim, a segunda vítima é, certamente, o senso do ridículo”, conclui 

Escritor Fernando Verissimo destaca o “açodamento” para contestar a ofensiva internacional de Dilma Rousseff contra o golpe: “Os ministros do Supremo Celso de Mello e Gilmar Mendes se apressaram a declarar que, ao contrário do que a Dilma poderia dizer na ONU, o impeachment em curso estava longe de ser um golpe. O Senado mandou o senador Aloysio Nunes atrás da Dilma, com a missão de rebater o que ela falasse, fosse o que fosse”; “Dizem que a primeira vítima de uma guerra é sempre a verdade. Se for assim, a segunda vítima é, certamente, o senso do ridículo”, conclui 
Escritor Fernando Verissimo destaca o “açodamento” para contestar a ofensiva internacional de Dilma Rousseff contra o golpe: “Os ministros do Supremo Celso de Mello e Gilmar Mendes se apressaram a declarar que, ao contrário do que a Dilma poderia dizer na ONU, o impeachment em curso estava longe de ser um golpe. O Senado mandou o senador Aloysio Nunes atrás da Dilma, com a missão de rebater o que ela falasse, fosse o que fosse”; “Dizem que a primeira vítima de uma guerra é sempre a verdade. Se for assim, a segunda vítima é, certamente, o senso do ridículo”, conclui  (Foto: Roberta Namour)
Siga o Brasil 247 no Google News Assine a Newsletter 247

247 – Para o escritor Fernando Verissimo, os golpistas perderam o senso do ridículo. Ele destaca o “açodamento” para contestar a ofensiva internacional de Dilma Rousseff contra o golpe:

‘Os ministros do Supremo Celso de Mello e Gilmar Mendes se apressaram a declarar que, ao contrário do que a Dilma poderia dizer na ONU, o impeachment em curso estava longe de ser um golpe. O Senado mandou o senador Aloysio Nunes atrás da Dilma, com a missão de rebater o que ela falasse, fosse o que fosse’.

“Dizem que a primeira vítima de uma guerra é sempre a verdade. Se for assim, a segunda vítima é, certamente, o senso do ridículo”, conclui (leia aqui).

O conhecimento liberta. Saiba mais. Siga-nos no Telegram.

A você que chegou até aqui, agradecemos muito por valorizar nosso conteúdo. Ao contrário da mídia corporativa, o Brasil 247 e a TV 247 se financiam por meio da sua própria comunidade de leitores e telespectadores. Você pode apoiar a TV 247 e o site Brasil 247 de diversas formas. Veja como em brasil247.com/apoio

Comentários

Os comentários aqui postados expressam a opinião dos seus autores, responsáveis por seu teor, e não do 247

Cortes 247

Apoie o 247

WhatsApp Facebook Twitter Email