Petra Costa: é ético transformar combate à corrupção em negócio?

Cineasta diretora do documentário Democracia em Vertigem, Petra Costa questionou os princípios éticos dos procuradores da Lava Jato e se é válido lucrar com palestras sobre a operação

(Foto: Foto: Divulgação)
Siga o Brasil 247 no Google News Assine a Newsletter 247

247 - A cineasta Petra Costa, diretora do documentário "Democracia em Vertigem", questionou neste domingo (14) se é ético, por parte dos procuradores da operação Lava-Jato, usar a notoriedade que ganharam com o caso para ganhar dinheiro com palestras.

"Os novos trechos de mensagens divulgadas pela 'Folha de S.Paulo' e pelo 'The Intercept Brasil’ mostram que havia um plano de negócios para  transformar em lucro a fama gerada pela Lava Jato", disse a cineasta.

"É ético transformar o combate à corrupção em bussiness para ganhar dinheiro?", questionou Petra.

O conhecimento liberta. Saiba mais

A você que chegou até aqui, agradecemos muito por valorizar nosso conteúdo. Ao contrário da mídia corporativa, o Brasil 247 e a TV 247 se financiam por meio da sua própria comunidade de leitores e telespectadores. Você pode apoiar a TV 247 e o site Brasil 247 de diversas formas. Veja como em brasil247.com/apoio

Comentários

Os comentários aqui postados expressam a opinião dos seus autores, responsáveis por seu teor, e não do 247