PF tem indícios de que Allan dos Santos estimulou Bolsonaro a dar um golpe

A investigação da PF aponta que o blogueiro bolsonarista teria encaminhado mensagens ao ajudante de ordens de Jair Bolsonaro frisando a "necessidade de intervenção militar"

Jair Bolsonaro e Allan dos Santos
Jair Bolsonaro e Allan dos Santos (Foto: Divulgação)
Siga o Brasil 247 no Google News

247 - A Polícia Federal (PF) suspeita que o blogueiro bolsonarista Allan dos Santos, dono do portal Terça Livre, tenha tentado influenciar Jair Bolsonaro a dar um golpe de Estado durante os atos antidemocráticos realizados em abril e maio de 2020. As informações constam no inquérito das milícias digitais, relatado pelo ministro Alexandre de Moraes, do Supremo Tribunal Federal.

"A partir da posição privilegiada junto ao Presidente da República e ao seu grupo político, especialmente os Deputados Federais Bia Kicis, Paulo Eduardo, Martins, Daniel Silveira, Caroline de Toni e Eduardo Bolsonaro, dentre outros, além e particularmente o Ten-Cel. Mauro Cesar, ajudante de ordens do Presidente da República, a investigação realizada pela Polícia Federal apresentou importantes indícios de que Allan dos Santos tentou influenciar e provocar um rompimento institucional", relata a PF.

A investigação da PF aponta que Allan dos Santos teria encaminhado mensagens ao ajudante de ordens de Bolsonaro frisando a "necessidade de intervenção militar". A conversa termina com a declaração de que "as FFAA (Forças Armadas) precisam entrar urgentemente", pois "não dá" mais para aceitar decisões do STF citadas na conversa. O relatório da PF não cita se houve resposta. (Com informações do UOL). 

PUBLICIDADE

Assine o 247, apoie por Pix, inscreva-se na TV 247, no canal Cortes 247 e assista:

PUBLICIDADE

O conhecimento liberta. Saiba mais. Siga-nos no Telegram.

A você que chegou até aqui, agradecemos muito por valorizar nosso conteúdo. Ao contrário da mídia corporativa, o Brasil 247 e a TV 247 se financiam por meio da sua própria comunidade de leitores e telespectadores. Você pode apoiar a TV 247 e o site Brasil 247 de diversas formas. Veja como em brasil247.com/apoio

Apoie o 247

Comentários

Os comentários aqui postados expressam a opinião dos seus autores, responsáveis por seu teor, e não do 247

PUBLICIDADE

Cortes 247

PUBLICIDADE
WhatsApp Facebook Twitter Email