PGR pode moer Temer em 'suaves prestações', diz Josias

Jornalista Josias de Souza repercutiu nesta sexta-feira, 23, a informação de que o procurador-geral da República, Rodrigo Janot, deverá multiplicar as denúncias contra Michel Temer, como estratégia contra a Câmara dos Deputados, que vota a abertura de ação contra Temer; colunista lembra que faz um mês que Temer "vive atrás de um demônio para devolver a culpa pelos crimes que lhe são atribuídos". "Janot tornou-se esse demônio de ocasião. Em resposta, o que o procurador-geral tenta fazer é demonstrar que Temer exerceu na plenitude o direito de escolher o seu próprio caminho para inferno. Confirmando-se a pretensão da Procuradoria, Temer será denunciado a prazo, em prestações nada suaves", diz o Josias.

Jornalista Josias de Souza repercutiu nesta sexta-feira, 23, a informação de que o procurador-geral da República, Rodrigo Janot, deverá multiplicar as denúncias contra Michel Temer, como estratégia contra a Câmara dos Deputados, que vota a abertura de ação contra Temer; colunista lembra que faz um mês que Temer "vive atrás de um demônio para devolver a culpa pelos crimes que lhe são atribuídos". "Janot tornou-se esse demônio de ocasião. Em resposta, o que o procurador-geral tenta fazer é demonstrar que Temer exerceu na plenitude o direito de escolher o seu próprio caminho para inferno. Confirmando-se a pretensão da Procuradoria, Temer será denunciado a prazo, em prestações nada suaves", diz o Josias.
Jornalista Josias de Souza repercutiu nesta sexta-feira, 23, a informação de que o procurador-geral da República, Rodrigo Janot, deverá multiplicar as denúncias contra Michel Temer, como estratégia contra a Câmara dos Deputados, que vota a abertura de ação contra Temer; colunista lembra que faz um mês que Temer "vive atrás de um demônio para devolver a culpa pelos crimes que lhe são atribuídos". "Janot tornou-se esse demônio de ocasião. Em resposta, o que o procurador-geral tenta fazer é demonstrar que Temer exerceu na plenitude o direito de escolher o seu próprio caminho para inferno. Confirmando-se a pretensão da Procuradoria, Temer será denunciado a prazo, em prestações nada suaves", diz o Josias. (Foto: Aquiles Lins)

247 - O jornalista Josias de Souza repercutiu nesta sexta-feira, 23, a informação de que o procurador-geral da República, Rodrigo Janot, deverá multiplicar as denúncias contra Michel Temer, como estratégia contra a Câmara dos Deputados, que vota a abertura de ação contra Temer. 

"Janot analisa a hipótese de protocolar no Supremo não uma, mas três denúncias contra o presidente da República. Significa dizer que, para salvar Temer, a Câmara terá de transformar o seu plenário num cemitério de denúncias", diz Josias. 

O colunista do UOL lembra que faz um mês que Temer "vive atrás de um demônio para devolver a culpa pelos crimes que lhe são atribuídos". "Janot tornou-se esse demônio de ocasião. Em resposta, o que o procurador-geral tenta fazer é demonstrar que Temer exerceu na plenitude o direito de escolher o seu próprio caminho para inferno. Confirmando-se a pretensão da Procuradoria, Temer será denunciado a prazo, em prestações nada suaves", diz o Josias. 

Leia o texto na íntegra. 

Conheça a TV 247

Mais de Mídia

Ao vivo na TV 247 Youtube 247