CONTINUA APÓS O ANÚNCIO
Mídia

PGR quer que PF aprofunde investigações contra Monark

Embora tenha sido alvo de determinações judiciais, a PF levantou que Monark continua propagando discurso antidemocrático nas redes sociais Rumble, TikTok, Instagram e YouTube

Imagem Thumbnail
(Foto: Reprodução)
CONTINUA APÓS O ANÚNCIO

✅ Receba as notícias do Brasil 247 e da TV 247 no canal do Brasil 247 e na comunidade 247 no WhatsApp.

247 - O procurador-geral da República, Paulo Gonet, considera que a Polícia Federal (PF) deve investigar a fundo denúncias contra o youtuber Bruno Monteiro Aiub, o Monark. De acordo com o órgão, o extremista, que já defendeu a legalização de partidos nazistas, tem burlado a proibição expedida pelo ministro do Supremo Tribunal Federal (STF) Alexandre de Moraes ao produzir e replicar conteúdo vedado nas redes sociais.

De acordo com o  Metrópoles, a manifestação do PGR destacou que Monark tem desobedecido, de modo reiterado, decisão judicial que o impediu de publicar, promover, replicar ou compartilhar notícias fraudulentas nas redes sociais.

CONTINUA APÓS O ANÚNCIO

“Conquanto a autoridade policial tenha apresentado relatório final da investigação, medidas instrutórias complementares são necessárias para o exaurimento da hipótese criminal e a formação da convicção ministerial”, pontuou Gonet sobre a necessidade de mais investigações.

iBest: 247 é o melhor canal de política do Brasil no voto popular

Assine o 247, apoie por Pix, inscreva-se na TV 247, no canal Cortes 247 e assista:

Cortes 247

Relacionados

CONTINUA APÓS O ANÚNCIO
CONTINUA APÓS O ANÚNCIO
CONTINUA APÓS O ANÚNCIO