Playboy não morreu, só está fora da Abril

Editora PBB Entertainment anunciou que a publicação voltará a ser comercializada em março de 2016, depois que a editora Abril, que enfrenta grave crise financeira, anunciou que pararia com a publicação no fim deste ano; os três sócios responsáveis pela publicação são Marcos de Abreu, André Sanseverino e Edson Oliveira

Editora PBB Entertainment anunciou que a publicação voltará a ser comercializada em março de 2016, depois que a editora Abril, que enfrenta grave crise financeira, anunciou que pararia com a publicação no fim deste ano; os três sócios responsáveis pela publicação são Marcos de Abreu, André Sanseverino e Edson Oliveira
Editora PBB Entertainment anunciou que a publicação voltará a ser comercializada em março de 2016, depois que a editora Abril, que enfrenta grave crise financeira, anunciou que pararia com a publicação no fim deste ano; os três sócios responsáveis pela publicação são Marcos de Abreu, André Sanseverino e Edson Oliveira (Foto: Aquiles Lins)
Siga o Brasil 247 no Google News Assine a Newsletter 247

247 - Depois que a editora Abril, que enfrenta grave crise financeira, anunciou o fim da veiculação da revista Playboy no fim deste ano. A editora PBB Entertainment anunciou que a publicação voltará a ser comercializada em março de 2016. Os três sócios responsáveis pela publicação são Marcos de Abreu, André Sanseverino e Edson Oliveira.

Segundo Sanseverino, a revista passará a investir mais nesta nova etapa no segmento online. "Não vamos trabalhar com a revista 'Playboy', mas com a nova 'Playboy'. Vamos explorar a marca em vários sentidos, principalmente no digital. O grande erro dos grandes grupos editoriais foi trabalhar só a revista e não olhar para o digital. A rentabilidade não era a mesma. Meio que desprezaram essa parte", afirmou.

Ele disse que pretende retomar o glamour que a revista perdeu. "A Playboy sempre foi referência das mulheres mais bonitas do Brasil, queremos resgatar isso, de grandes estrelas estarem na nossa revista. Queremos também a participação de grandes formadores de opinião", declarou.

O conhecimento liberta. Saiba mais

A você que chegou até aqui, agradecemos muito por valorizar nosso conteúdo. Ao contrário da mídia corporativa, o Brasil 247 e a TV 247 se financiam por meio da sua própria comunidade de leitores e telespectadores. Você pode apoiar a TV 247 e o site Brasil 247 de diversas formas. Veja como em brasil247.com/apoio

Comentários

Os comentários aqui postados expressam a opinião dos seus autores, responsáveis por seu teor, e não do 247