Pondé diz que carnaval é festa ‘fedorenta e suja’ e gera reação nas redes: ‘não gosta de pobre’

“Sou do Recife e morei anos em Salvador. Conheço os efeitos nefastos da “democracia carnavalesca”, completou o filósofo, causando polêmica no Twitter

Luiz Felipe Pondé
Luiz Felipe Pondé (Foto: Roberta Namour)
Siga o Brasil 247 no Google News Assine a Newsletter 247

247 - O filósofo e professor Pondé teve seu nome em destaque no Twitter neste sábado (13) depois de definir o Carnaval como uma festa “fedorenta, suja, invasiva” e que “destrói a cidade”. “Sou do Recife e morei anos em Salvador. Conheço os efeitos nefastos da “democracia carnavalesca”, completou.

O humorista e apresentador de televisão Danilo Gentili compartilhou da opinião, acrescentando: “odeio carnaval”.

Em resposta aos dois, o jornalista Glauber Macario respondeu: “Na verdade odeiam pobre se divertindo, mas ficaria meio feio dizer isso claramente”.

“O Pondé não gosta de carnaval, não gosta de democracia, não gosta de mulher, não gosta de pobre, não gosta de povo, não gosta de gente, não gosta de cultura, não gosta de nada. Ser amargo e medíocre é o emprego dele”, postou o perfil @Molotov.

 

 

 

 

 

 

O conhecimento liberta. Saiba mais. Siga-nos no Telegram.

A você que chegou até aqui, agradecemos muito por valorizar nosso conteúdo. Ao contrário da mídia corporativa, o Brasil 247 e a TV 247 se financiam por meio da sua própria comunidade de leitores e telespectadores. Você pode apoiar a TV 247 e o site Brasil 247 de diversas formas. Veja como em brasil247.com/apoio

Comentários

Os comentários aqui postados expressam a opinião dos seus autores, responsáveis por seu teor, e não do 247

WhatsApp Facebook Twitter Email