Produtor do 'BBB' é acusado de assédio sexual após pedir nudes de estudante

O produtor do programa pediu fotos nuas como condição para avançar para a próxima fase da seletiva

Aline Vargas
Aline Vargas (Foto: Reprodução/Record)
Siga o Brasil 247 no Google News Assine a Newsletter 247

247 - A estudante de odontologia Aline Vargas, de 35 anos, abriu um boletim de ocorrência contra um produtor do "BBB" por assédio sexual na Delegacia da Mulher, de Belo Horizonte, no dia 23 de maio deste ano. O inquérito já foi instaurado pela Polícia Civil de Minas Gerais, que apura o envolvimento de um segundo produtor no caso. A reportagem é do portal UOL. 

Aline alega que, em janeiro deste ano, durante o processo para entrar na casa do "BBB 22", o produtor do programa pediu fotos nuas como condição para avançar para a próxima fase da seletiva. A mineira já havia tentado participar do "BBB 21", mas não conseguiu uma vaga.

O autor disse que deveriam ter mais fotos sensuais. 'Gostosa de biquíni'. A vítima disse que não teria fotos de biquíni. O autor então pediu fotos nuas: 'Me envia uma foto pelada'. A vítima desviou o assunto, porém ele insistiu para que ela enviasse uma foto 'pelada e sexy'. Que a vítima com medo de perder a oportunidade, tentou responder de forma a dissuadi-lo daquela ideia. (...) O autor enviou a seguinte mensagem para a vítima: 'Bom dia, você tem poucas chances, você é casada, não é um perfil que agrada, boa sorte'.

A reportagem ainda informa que, procurada, a emissora informou, por meio da nota abaixo, que o funcionário acusado por Aline não trabalha mais na empresa.

O conhecimento liberta. Saiba mais. Siga-nos no Telegram.

A você que chegou até aqui, agradecemos muito por valorizar nosso conteúdo. Ao contrário da mídia corporativa, o Brasil 247 e a TV 247 se financiam por meio da sua própria comunidade de leitores e telespectadores. Você pode apoiar a TV 247 e o site Brasil 247 de diversas formas. Veja como em brasil247.com/apoio

Comentários

Os comentários aqui postados expressam a opinião dos seus autores, responsáveis por seu teor, e não do 247

Cortes 247

Apoie o 247

WhatsApp Facebook Twitter Email