Propaganda de biscoito na Coreia do Sul gera controvérsia

Pea publicitria para a marca Oreo no chegou a ser veiculada, mas levantou debate sobre a amamentao em pblico

Propaganda de biscoito na Coreia do Sul gera controvérsia
Propaganda de biscoito na Coreia do Sul gera controvérsia (Foto: Reprodução)
Siga o Brasil 247 no Google News Assine a Newsletter 247

Opera Mundi - A imagem de um bebê sul-coreano sendo amamentado enquanto segura um biscoito Oreo gerou controvérsia no meio publicitário do país e chegou aos Estados Unidos, sede da Krafts Food, fabricante do alimento. De acordo com a empresa, o anúncio, cujo slogan é "o biscoito favorito do leite" -- não foi aprovado para o público e deveria ter sido apresentado somente em um fórum de publicidade.

Mas as diferentes reações na internet acenderam outro debate: o da amamentação em público. Parte dos comentários destacou a coragem e o esforço para tornar a amamentação um ato comum do cotidiano. Por outro lado, usuários consideraram a propaganda de gosto duvidoso. De acordo com o Huffington Post, imagens de mães amamentando têm sido banidas do Facebook por ter conteúdo sexual "explícito" e diversos grupos pró-amamentação protestaram contra a censura.

“Esse anúncio foi criado por nossa agência [Cheil Worldwide] para o uso exclusivo em um fórum de publicidade", afirmou um porta-voz da Kraft por meio de um comunicado, de acordo com o NY Daily News. “Sua criação não foi pensada para o público e distribuição. Ele nunca foi veiculado na Coreia do Sul ou em outros mercado", disse.

O conhecimento liberta. Saiba mais. Siga-nos no Telegram.

A você que chegou até aqui, agradecemos muito por valorizar nosso conteúdo. Ao contrário da mídia corporativa, o Brasil 247 e a TV 247 se financiam por meio da sua própria comunidade de leitores e telespectadores. Você pode apoiar a TV 247 e o site Brasil 247 de diversas formas. Veja como em brasil247.com/apoio

Comentários

Os comentários aqui postados expressam a opinião dos seus autores, responsáveis por seu teor, e não do 247

Cortes 247

Apoie o 247

WhatsApp Facebook Twitter Email